Confira a premiação da 25ª Jornada de Iniciação Científica

Conheça os vencedores do Prêmio Ricardo Ferreira ao Talento Jovem Cientista que marcou o encerramento da 25ª Jornada de Iniciação Científica da Facepe. Cada um dos 12 premiados terão direito a um Auxílio a Participação em Congresso (ACP) Nacional com valores equivalentes a passagens, diárias e inscrição que deverão ser usufruídas em até um ano da premiação em evento correlato ao seu projeto de pesquisa. Por conta da pandemia está sendo liberado para eventos virtuais. ⠀

Durante a solenidade, o diretor científico da Facepe, Paulo Cunha, ressaltou a importância da Iniciação Científica na carreira de quem pretende seguir a carreira de pesquisador. Ele também destacou a consolidação do Pibic da Fundação. “Esse trabalho vem sendo feito há anos pelas nossas comissões, pelos nossos editais. Os grupos estão de parabéns pelos trabalhos realizados”, disse ele ao se referir aos alunos e orientadores envolvidos nos projetos vencedores.

As pesquisas contam com bolsas concedidas pela Facepe em seis áreas do conhecimento: Ciências Agrárias; Ciências Biológicas; Ciências da Saúde; Ciências Exatas; Ciências Humanas e Sociais Aplicadas; e Engenharias. A Jornada tem como tema “Pandemia: avanços e consequências”. Ao todo, são 500 bolsas no valor de R$ 500,00 cada.

Confira a relação completa das menções honrosas e os vencedores em cada uma das áreas:

Slide1 Slide2 Slide3 Slide4 Slide5 Slide6 Slide7 Slide8 Slide9 Slide10 Slide11 Slide12 Slide13 Slide14 Slide15 Slide16

 

 

Avanços e consequências da pandemia são tema da 25ª Jornada de Iniciação Científica da Facepe

Começou na manhã desta segunda-feira (28) a 25ª edição da Jornada de Iniciação Científica da Fundação de Amparo à Ciência e Tecnologia de Pernambuco. Até a próxima quinta-feira (1º) serão apresentados mais de 450 trabalhos de alunos de cursos de graduação de 15 instituições do estado.

As pesquisas contam com bolsas concedidas pela Facepe em seis áreas do conhecimento: Ciências Agrárias; Ciências Biológicas; Ciências da Saúde; Ciências Exatas; Ciências Humanas e Sociais Aplicadas; e Engenharias. A Jornada tem como tema “Pandemia: avanços e consequências”. Ao todo, são 500 bolsas no valor de R$ 500,00 cada.

Jornada IC Facepe 13Durante a solenidade de abertura, que aconteceu por meio remoto, o secretário de Ciência, Tecnologia e Inovação (pasta à qual a Facepe está vinculada), Lucas Ramos, parabenizou a equipe da Fundação e agradeceu a presença dos reitores das instituições. O gestor destacou o investimento feito em Pesquisa e Desenvolvimento, apesar de um contexto de crise nacional.

“Somente em 2020 foram aportados e executados em produção científica e difusão do conhecimento mais de R$ 66 milhões de reais. Nós temos a grata satisfação de celebrar um record histórico, um número absoluto que nunca havia sido alcançado em nenhuma outra gestão. A gente tem que agradecer ao governador Paulo Câmara pela sensibilidade na importância de enxergar o que a Ciência pode ajudar no desenvolvimento do nosso estado e do país”. Ainda de acordo com o gestor a previsão para este ano é de um orçamento de R$ 70 milhões, sendo “metade já empenhado”.

Também em tom de agradecimento e celebrando dois anos à frente da presidência da Facepe, o Prof. Fernando Jucá comemorou os resultados e ressaltou os desafios impostos pela pandemia, além da incerteza na sociedade. “Por isso é muito importante estudar, trabalhar e valorizar o assunto da Covid”.

Jornada IC Facepe 12Entre os representantes da comunidade científica do estado estavam os reitores da UFPE, Alfredo Macedo Gomes; da UFRPE, Marcelo Carneiro Leão; da UPE, Pedro Falcão; e o pró-reitor de Pesquisa, Pós-graduação e Inovação do IFPE, Mário Monteiro, que representou o reitor José Carlos de Sá. O professor Mário deu um rápido testemunho pessoal sobre a importância da Iniciação Científica no começo da carreira. “O que mudou a minha vida não foi a pós-graduação, mas a iniciação científica quando a gente teve o primeiro contato com a Ciência. Ela realmente tem esse poder de mudar a vida dos nossos jovens”.

A solenidade contou ainda com as palestras da pesquisadora Fátima Militão, do Instituto Aggeu Magalhães, que abordou a atuação de profissionais de saúde na linha de frente de combate ao Covid-19, seus riscos de infecção e o impacto emocional. O outro palestrante foi o ex-presidente da Facepe e atual editor-chefe da Revista Inovação e Desenvolvimento (publicação institucional da Fundação), Abraham Sicsú. Ele falou sobre o tema “Ética na pesquisa e sustentabilidade: desafios atuais”.

Os vencedores da 25ª Jornada de Iniciação Científica da Facepe serão conhecidos na próxima sexta-feira (2), às 10h, quando haverá a entrega do Prêmio Ricardo Ferreira ao Talento Jovem Cientista aos dois melhores bolsistas de cada área do conhecimento, além de menção honrosa a outros dois de cada área. Cada um dos 12 premiados vai receber um auxílio a participação em congresso nacional, com direito a passagens, diárias e inscrição que deverão ser usufruídas em até um ano da premiação em evento correlato ao seu projeto de pesquisa.

A programação, bem como as apresentações estarão disponíveis no canal da Facepe no Youtube.

Pesquisadores apresentam resultados de projetos de combate à Covid-19 em PE

A Fundação de Amparo à Ciência e Tecnologia de Pernambuco (Facepe) promoveu, na manhã desta terça-feira (15), um seminário de apresentação dos primeiros resultados obtidos pelas pesquisas da Chamada Pública 05/2020 que trata do apoio emergencial de combate ao coronavírus. São projetos vigentes que foram redirecionados para o desenvolvimento de ações concretas de combate à pandemia.

A abertura contou com a participação do secretário de Ciência, Tecnologia e Inovação Lucas Ramos, pasta à qual a Facepe está vinculada. Em tom de agradecimento aos pesquisadores, o gestor chamou a atenção para o volume de investimentos do governo do estado em Pesquisa e Desenvolvimento. “O ano de 2020 teve record de aplicação de recursos na produção científica, o correspondente a 0,7% da receita corrente de ICMS. Isso sem contar que a Facepe vem buscando recursos junto ao governo federal”, disse o secretário ao mencionar que a Lei Orçamentária Anual (LOA) prevê execução de R$ 72 milhões para 2021.

Red Covid4Ao todo, dez pesquisadores apresentaram dados no evento organizado pela Diretoria Científica da Facepe. Um dos projetos estuda a descontaminação de máscaras N95/PFF2 com radiação UV-C. De acordo com o professor Anderson Stevens Leônidas Gomes, da Universidade Federal de Pernambuco, o desenvolvimento de câmaras a partir dessa tecnologia permite que as máscaras desse tipo sejam descontaminadas, “podendo ser reutilizadas mais vezes”. Teste em protótipos demonstraram que 28 máscaras podem ser descontaminadas a cada 5 a 8 minutos de exposição a essa radiação.

Outra pesquisa investiga a ação terapêutica do plasma sanguíneo na recuperação de doentes de Covid-19, uma técnica que vinha sendo estudada no Zika Virus. De acordo com o professor Demócrito de Barros Miranda Filho, do Instituto Aggeu Magalhães (IAM/Fiocruz-PE), artigos publicados em revistas internacionais revelam que “o uso precoce do plasma convalescente reduz em 50% a gravidade da doença, ou seja, faz com que ela não evolua para a forma grave”.

Entre outros temas abordados no seminário estavam a relação do vírus com a cárie dentária; nano marcadores para testes de diagnóstico; marcadores genéticos que indicam a o nível gravidade da Covid-19; tratamento de administração pulmonar; mutações do coronavírus; entre outros esforços da Saúde, Ciências Exatas, Sociais e Aplicadas e Educação no enfrentamento à Covid-19 em Pernambuco.

Red Covid2O presidente Fernando Jucá destacou que o redirecionamento dos projetos já em andamento representa inovação que contou com autorização da Controladoria Geral do Estado (CGE) e do Tribunal de Contas (TCE). Os recursos redirecionados giram em torno de R$ 500 mil. “A agilidade permitiu que a gente já tivesse agora resultados. Alguns já estão consolidados como o da descontaminação das máscaras. O passo seguinte será reuniões entre o setor industrial e o poder público para agrupar as pesquisas, demonstrar o que foi feito”.

Ainda de acordo com Jucá, a previsão é de que sejam lançados novos editais que proporcionem a continuidade desses projetos. “Essa é a linha de atuação da Facepe que já vinha desde a época do Zika Vírus. Queremos continuar porque o que se nota é que esse problema não terminou, muito pelo contrário”.

A programação da Jornada PIBIC 2021 já está disponível com as datas e turnos das apresentações

Jornada PIBIC 2021 - Cartaz

A programação e distribuição de salas dos participantes na jornada PIBIC 2021 que acontecerá de 28 de junho a 02 de julho de 2021 en salas virtuais do Google Meet das 8h30 às 17h já estão disponíveis. Não serão permitidas alterações de dias ou horários das apresentações.
Confira a ordem das apresentações e turnos acessando Jornada PIBIC 2021 – PROGRAMAÇÃO.
Cada bolsista terá 10 minutos para apresentação e 5 minutos para debate, totalizando 15 minutos. O edital da Jornada PIBIC 2021  traz como tema “Pandemia: Avanços e Consequências” e docentes e discentes podem participar assistindo às apresentações. Os estudantes com bolsa do Programa Institucional de Bolsas de Iniciação Científica (PIBIC) deverão apresentar trabalhos científicos referentes às pesquisas desenvolvidas.
Serão concedidos 02 (dois) Prêmios para cada uma das áreas de conhecimento listadas abaixo:
  • Ciências Agrárias;
  • Ciências Biológicas;
  • Ciências da Saúde;
  • Ciências Exatas;
  • Ciências Humanas e Sociais Aplicadas
  • Engenharias

O evento de abertura será transmitido ao vivo a partir das 9h30 pelo YouTube (https://youtu.be/p4W-Q_97olw)

Jornada PIBIC 2021 - Folder_page-0002

A cerimônia de entrega dos prêmios acontecerá de forma virtual  a partir das 10h do dia 02 de julho, sexta-feira (meet.google.com/dnt-zcku-aes).

Facepe lança novo Sistema de Gestão e Fomento à Pesquisa (AgilFAP2)

A Fundação de Amparo à Ciência e Tecnologia do Estado de Pernambuco (Facepe) lançou a nova plataforma Digital de Gestão e Fomento à Pesquisa (AgilFAP2). O sistema foi projetado por especialistas para gerenciar as diversas etapas de tramitação dos processos submetidos à instituição. “Antes o AgilFAP era meramente acadêmico. Queremos que seja algo muito mais aberto porque essa é a visão da sociedade do fomento à pesquisa”, disse o presidente da Facepe, Fernando Jucá, durante o lançamento.

Lançamento AgilFap2O evento, realizado por meio remoto, contou com a participação de pró-reitores, coordenadores e pesquisadores de universidades e centros de pesquisa “que colaboram com as discussões”, disse o diretor científico da Facepe, Paulo Cunha.

O gestor relembrou a origem do AgilFAP, que começou a ser implantado no ano 2000 e que na época chegou a ser adotado por 15 agências estaduais (FAPs) como a de São Paulo, Minas Gerais, Ceará e Mato Grosso. “Foi bastante inovador”, destacou.

Lançamento AgilFap22Ainda de acordo com Paulo Cunha, o processo de reformulação deu seus primeiros passos em 2016 com uma comissão que contou com a colaboração do Centro de Informática da Universidade Federal de Pernambuco (CIn/UFPE). “Fizemos uma identificação tanto da rede física quanto do sistema sobre modernização e harmonização”.

O AgilFAP2 é fruto também de pesquisa e de avaliação do que é mais eficiente no país, o que permitiu o uso de novas tecnologias a exemplo da programação mais moderna de linguagem. Um dos diferenciais da nova plataforma é tornar o acompanhamento, gerenciamento e prestação de conta dos processos mais acessível, inclusive no aspecto financeiro. “Temos interface com os órgãos de controle do estado e sistema bancário. Tudo isso está integrado”, disse Paulo Cunha.

Na sequência da apresentação, o coordenador de Tecnologia e Informação da Facepe, João Henrique Bione, fez um tour virtual mostrando aos participantes as novas funcionalidades. A íntegra da apresentação pode ser vista aqui.

As mudanças também giram em torno de um design intuitivo, segurança, guia de padrões, atualização e criação de funcionalidades. As principais novidades estão na Gestão Eletrônica do Documento (armazenamento, classificação, compartilhamento e acesso às informações), na Business Inteligence, que pretende dar mais transparência às informações da instituição, permitindo a criação de gráficos, relatórios e dashboards das informações existentes no AfilFAP. Isso também inclui os perfis de pesquisador e administrador.

 

Com o tema “Avanços e Consequências da Pandemia” o edital da 25ª Jornada de Iniciação Cientifica da FACEPE é lançado

Jornada PIBIC

A FACEPE lança o edital da Jornada PIBIC 2021 “Avanços e Consequências da Pandemia” e convida os docentes e discentes para participarem da 25ª Jornada de Iniciação Científica. No evento os estudantes com bolsa do Programa Institucional de Bolsas de Iniciação Científica (PIBIC) deverão apresentar trabalhos científicos referentes às pesquisas desenvolvidas.

A Jornada ocorrerá de 28 de junho a 02 de julho de 2021, das 08h00 às 18h00, em salas virtuais da plataforma Google Meet.

Serão concedidos 02 (dois) Prêmios para cada uma das áreas de conhecimento listadas abaixo:
  • Ciências Agrárias;
  • Ciências Biológicas;
  • Ciências da Saúde;
  • Ciências Exatas;
  • Ciências Humanas e Sociais Aplicadas
  • Engenharias
A submissão de resumos para participação na Jornada de Iniciação Científica da FACEPE ocorrerá entre 14/05 e 17/06/2021. O envio dos resumos dos trabalhos a serem apresentados devem ser realizados pelo orientador e/ou procurador devidamente autorizados portando sua senha eletrônica, com a qual o solicitante deverá acessar o Sistema AgilFAP (http://agil.facepe.br).

 

Seminário do PAPPE Integração 2021 (7ª e 8ª Rodadas) acontecerá nos dias 4 e 5 de maio

pappe-integração-fapesb-640x353

O Seminário de Avaliação PARCIAL/FINAL do PAPPE Integração 2021 acontecerá virtualmente nos dias 4 e 5 de maio. O evento, promovido pela Diretoria de Inovação da FACEPE, tem por finalidade a avaliação dos 15 projetos aprovados nos editais 14/2017 e 05/2018 PAPPE Integração, 7ª e 8ª Rodadas respectivamente, onde serão apresentadas as atividades desenvolvidas e resultados alcançados.

Todos os participantes receberão, oportunamente, o link de acesso para a realização de suas apresentações.

PAPPE Integração

O programa de Apoio à Pesquisa, Desenvolvimento e Inovação em Microempresas e Empresas de Pequeno Porte na Modalidade Subvenção Econômica – PAPPE Integração, tem o objetivo de apoiar atividades de pesquisa e desenvolvimento de processos e/ou produtos inovadores, mediante a seleção de propostas para apoio financeiro na modalidade de Subvenção Econômica à Inovação, visando o aumento da competitividade das microempresas e empresas de pequeno porte de Pernambuco, especialmente em temas e setores prioritários para o estado.

Acesse aqui o Cronograma Seminátio PAPPE 2021

Cronograma PAPPE 2021

Apresentados resultados parciais do Inova IAM 14/2019

Representantes da Facepe e do Instituto Aggeu Magalhães estiveram reunidos, por meio remoto, para acompanhar a apresentação dos resultados parciais dos projetos aprovados pela chamada pública 14/2019 Inova-IAM. Os trabalhos iniciados no final de 2019 em parceria com outras Instituições de Ensino Superior e Institutos de Ciência e Tecnologia do estado foram mostrados a uma comissão de especialistas.

O seminário contou com 16 apresentações conduzidas por seus coordenadores e representantes nas áreas de Ciência da Computação, Microbiologia, Saúde Coletiva, Ciência da Informação, Química, Farmacologia, Farmácia, Genética, Fonoaudiologia, Biologia Geral, Parasitologia e Biofísica. Todas essas pesquisas são voltadas para a Inovação em Saúde.

Inova IAMDe acordo com a análise da comissão de especialistas, os objetivos estão sendo cumpridos, mesmo diante das dificuldades de acesso aos laboratórios, coleta de amostras, realização de análises e/ou entrevistas e compra de insumos devido à pandemia.

Diante do bom desempenho apresentado, a segunda parcela de auxílios financeiros será liberada e paga aos coordenadores, a partir da liberação e autorização da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) e da Secretaria Estadual da Fazenda (SEFAZ).

Edital de apoio a pós-graduação terá foco nos municípios do interior de PE

A Fundação de Amparo à Ciência e Tecnologia do Estado de Pernambuco (Facepe) promoveu, na tarde desta quarta-feira (10), uma reunião sobre o próximo edital da pós-graduação que vai apoiar as universidades em ações de pesquisa e desenvolvimento nas cidades do interior. O evento contou com a participação da Associação Municipalista de Pernambuco (Amupe), do consórcio de universidades do estado (Universitas) e de pró-reitores de pós-graduação e pesquisa das instituições de ensino superior.

Durante o encontro realizado por meio remoto, os gestores trocaram ideias sobre a formatação do edital que tem a previsão de ser lançado no próximo mês de maio. A reunião foi conduzida pelo presidente da Facepe Fernando Jucá e contou também com as presenças de diretores e técnicos da Fundação.

O presidente da Amupe, José Patriota, destacou a importância do sentimento de pertença dos estudantes aos locais onde nasceram e o quanto isso faz diferença na capacitação profissional. Ele também parabenizou a atuação em rede das universidades nas ações de pesquisa e extensão. “Não tem como separar a pesquisa da extensão porque faz parte da realidade das pessoas. A gente pode fazer muita coisa juntos, mais integrado”, disse ele ao se referir à atuação dos municípios.

O secretário de Ciência, Tecnologia e Inovação de Pernambuco, Lucas Ramos, ressaltou que “há uma rotina de editais cada dia mais conectados com a realidade e com a necessidade de empresas e de instituições, sejam elas públicas ou privadas para o apoio no desenvolvimento de cadeias já implantadas ou que a gente possa descobrir novos talentos e novas vocações”. Ainda de acordo com o secretário, em 2020, o estado investiu R$ 66 milhões em pesquisa científica. A perspectiva para 2021 é de crescimento orçamentário na ordem de R$ 72 milhões.

Representando o Consórcio Universitas, o reitor da Universidade de Pernambuco, Pedro Falcão, enfatizou o potencial das universidades em ajudar os municípios em áreas estratégicas. “Quem vai ganhar com isso é a população, as pessoas que estão em diversas regiões do estado de Pernambuco e que agora, com a pandemia, está cada vez mais provado de que é através da ciência que nós vamos resolver os problemas que vão acontecendo e os desafios que vamos enfrentar”.

Entre outros gestores das instituições de ensino superior, também participou da reunião o reitor da Universidade Católica de Pernambuco. Padre Pedro Rubens Ferreira Oliveira ressaltou o papel da Consórcio Universitas, do qual a Unicap faz parte, e dos editais “não competitivos”. Além da importância da área da Tecnologia, ele defendeu a pesquisa nas Ciências Humanas citando como exemplo o campo das Ciências da Religião.