FAMELAB prorrogado

FameLab

 

A Fundação de Amparo à Ciência e Tecnologia de Pernambuco (FACEPE), através do Conselho Nacional das Fundações Estaduais de Amparo à Pesquisa (CONFAP), a Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (FAPESP), o Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTCI), por meio do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq), e o Conselho Britânico informam que o prazo de submissão de propostas a chamada 21/2019 – FAMELAB 2020 foi prorrogado até o dia 13/02/2020. O sistema AgilFAP da FACEPE permanecerá aberto a submissões para este edital até as 17h:00 do último dia de submissão. Clique no link abaixo para visualizar o conteúdo da retificação do edital.
Dúvidas sobre o edital podem ser encaminhadas ao gestor do programa Marcelo Cordeiro, através do e-mail: marcelo.cordeiro@facepe.br

FACEPE prorroga o Edital 24/2019 – TECNOVA 2

Tecnova2PE

A Fundação de Amparo à Ciência e Tecnologia do Estado de Pernambuco (FACEPE), vinculada à Secretaria de Ciência, Tecnologia e Inovação – SECTI, informa que o prazo de submissão das propostas para o edital 24/2019 – Programa de Apoio à Inovação Tecnológica – TECNOVA 2, foi prorrogado por mais 30 dias.

O Programa TECNOVA 2 visa apoiar por meio da concessão de recursos de subvenção econômica (recursos não-reembolsáveis) o desenvolvimento de produtos (bens ou serviços) e/ou processos inovadores – novos ou significativamente aprimorados (pelo menos para o mercado nacional) – de empresas brasileiras para o desenvolvimento dos setores econômicos considerados estratégicos nas políticas públicas federais e aderentes à política pública de inovação do estado.

Poderão participar microempresas ou empresas de pequeno e médio porte a sociedade empresária, a sociedade simples, a empresa individual de responsabilidade limitada e o empresário a que se refere o art. 966 da Lei nº 10.406, de 10 de janeiro de 2002 (Código Civil), devidamente registrados no Registro de Empresas Mercantis ou no Registro Civil de Pessoas Jurídicas, com atividade em Pernambuco ano-calendário anterior à data da proposta de financiamento e receita bruta no último exercício igual ou inferior a R$ 16.000.000,00.

As submissões irão até 27/02/2020 e deverão ser realizadas por intermédio do Formulário de Solicitação a Inovação – SIN (modalidade PITEC), disponível no Sistema AgilFAP (http://agil.facepe.br) da FACEPE.

Novo cronograma clique aqui.

 

FACEPE divulga a relação dos desenquadrados do Edital 20/2019 PBPG 2020.1

PBPG Desenquadrados

Já se encontra disponível a lista dos processos que, submetidos ao Edital 20/2019 PBPG 2020.1, foram desenquadrados pela equipe técnica da FACEPE.

Ao todo foram desenquadrados 23 processos de mestrado e 12 de doutorados. Um processo de doutorado foi cancelado a pedido da coordenação do PPG.

O prazo para interposição de recurso são 10 (dez) dias corridos a partir do disparo das mensagens do Sistema AgilFAP. A orientação de procedimento pode ser encontrada em http://www.facepe.br/editais/recursos/

Acesse aqui a relação dos desenquadrados.

 

 

Prorrogado o prazo de submissão de propostas ao edital CONFAP-MAECI 2019

MAECI

O Conselho Nacional das Fundações Estaduais de Amparo à Pesquisa (CONFAP), incluída a FACEPE, e o Ministério das Relações Exteriores e da Cooperação Internacional da Itália (MAECI) informam que o prazo de submissão de propostas a chamada 25/2019 – CONFAP-MAECI 2019 foi prorrogado até o dia 6 de fevereiro 2020, às 17h:00. Pesquisadores que já tenham submetido e tenham necessidade de alteração da proposta, podem solicitar ao analista Igor Cavalcanti (igor.cavalcanti@facepe.br) reabertura do processo até a nova data de encerramento.

A Chamada busca apoiar projetos de pesquisa nas áreas de inteligência artificial, ciências básicas (química, física e matemática), doenças transmissíveis, energias renováveis, nutrição e doenças metabólicas, agricultura de precisão, ciências espaciais, produção sustentável e uso estratégico de minerais.

 

 

FACEPE divulga resultado final da fase 2 do Edital 08/2019 – CENTELHA/PE

Logotipos_Centelha_Estaduais-PE

A Fundação de Amparo à Ciência e Tecnologia do Estado de Pernambuco (FACEPE), vinculada à Secretaria de Ciência, Tecnologia e Inovação (SECTI), divulga o resultado final da fase 2 do Edital 08/2019 – Programa Nacional de Apoio à Geração de Empreendimentos Inovadores – CENTELHA/PE.

Foram aprovados 100 projetos de empreendedorismo que seguem para a próxima fase, onde, então, deverão detalhar o cronograma físico financeiro da proposta e aplicação dos recursos de subvenção a serem recebidos.

O Programa CENTELHA/PE visa estimular a criação de empreendimentos inovadores, a partir da geração de novas ideias, e disseminar a cultura do empreendedorismo inovador em todo território nacional, incentivando a mobilização e a articulação institucional dos atores nos ecossistemas locais, estaduais e regionais de inovação do país.

Para o Resultado clique aqui.

Nova espécie de fungo: Pesquisador de Águas Belas publica artigo em revista internacional em projeto apoiado pela FACEPE e Capes

Jadson Bezerra

Jadson Bezerra, ex-bolsista Pós-Doc da FACEPE, publicou no último dia 12/11/2019, um artigo sobre a descoberta de uma nova espécie de fungo intitulado: “Pseudoplagiostoma myracrodruonis (Pseudoplagiostomataceae, Diaporthales): a new endophytic species from Brazil”, na revista “Mycological Progress”, da Sociedade Alemã de Micologia.

Jadson iniciou suas pesquisas na Universidade Federal de Pernambuco, o projeto que contou com o apoio de instituições brasileiras de estímulo e apoio a pesquisa, como: Fundação de Amparo à Ciência e Tecnologia de Pernambuco – FACEPE, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior – CAPES, e Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico – CNPq.

Segundo o pesquisador, a descoberta de uma nova espécie de fungo associada beneficamente com folhas da aroeira faz parte de um projeto de mestrado desenvolvido na UFPE. A espécie vegetal (Myracrodruon urundeuva) naturalmente encontrada em áreas da Caatinga, foi estudada entre os municípios de Serra Talhada e Triunfo, em Pernambuco.

Após estudo minucioso estudo, inclusive com sequências de DNA, chegou-se a conclusão que o fungo encontrado é uma espécie nova de Pseudoplagiostoma, onde ele foi localizado taxonomicamente.

“Com a parceria de pesquisadores da China e da Itália, os micologistas brasileiros publicaram o trabalho. A descoberta é um fungo endofítico (ele vive dentro da planta sem causar nenhum dano para o hospedeiro) e demonstra a necessidade de preservação da Caatinga e sua diversidade no ambiente natural. Ainda, fungos classificados assim podem ter diversos usos, inclusive no controle natural de pragas agrícolas, sobrevivência das plantas em condições estressantes e outros fatores ainda em estudo”, pontuou Jadson.

Fonte: IGSWEB. com.br

FACEPE incentiva atuação em rede de pesquisadores com projetos selecionados em Edital de Estudos dos Impactos da Contaminação de Óleo no Litoral de PE

IMG_4024Os pesquisadores com projetos selecionados no Edital Facepe 22/2019, que financia estudos de impactos e mitigação da contaminação por petróleo no Litoral de Pernambuco, estiveram reunidos, na manhã desta quinta-feira (19), na sede da Fundação, para a assinatura dos Termos de Outorga. O Edital prevê recursos na ordem de R$ 2,4 milhões. A Diretoria de Inovação da Facepe, que coordenou o processo, recebeu 62 projetos. Desse total, doze foram selecionados nas áreas das Ciências Agrárias, Biológicas, Exatas e Engenharias.

O presidente da Facepe, Fernando Jucá, aproveitou a ocasião para incentivar a atuação integrada entre os grupos de pesquisadores selecionados. “É uma nova maneira de fazermos pesquisa. Não simplesmente produzir, publicar um paper e ficar nisso. Não será uma pesquisa convencional. É preciso que a informação chegue a todo mundo”, disse ele destacando que as primeiras articulações entre a comunidade científica e o poder público na busca por soluções para o derramamento de óleo partiram da Academia Brasileira de Ciências (ABC), representada na manhã de hoje (19) pelo professor Anderson Stevens, do Departamento de Física da UFPE.

ReduzidaJucá apresentou ainda dados atualizados sobre o desastre ambiental e informações sobre a reunião da qual participou com o alto comando da Marinha, a bordo de um navio em Salvador, há uma semana. Uma das hipóteses investigadas é a de que um cargueiro esteja envolvido no acidente. A embarcação fez o percurso entre a Venezuela e Singapura, contornando o Nordeste brasileiro e o sul do continente africano até chegar à Ásia. De acordo com dados apresentados pelo presidente da Facepe, 80 mil navios fazem essa rota por ano e a expectativa é de que este número chegue a 250 mil. ”Esse fato que a gente pensa que acabou, não acabou e ele vai se repetir com uma frequência maior, infelizmente”.

Até ontem (18), o derramamento de óleo atingiu 966 localidades de 129 municípios em onze estados brasileiros. Pelo menos, 112 animais morreram vítimas da contaminação pelo produto químico. Pernambuco foi o estado mais atingido, com quase todos os municípios litorâneos registrando manchas de óleo nas praias, estuários e manguezais. Diante da tragédia, o Governo do Estado tomou várias iniciativas em Ciência & Tecnologia visando reduzir os impactos.

Entre eles o lançamento de outro edital em parceria com a Fundação de Amparo à Ciência e Tecnologia do Estado de São Paulo (Fapesp), estimado em R$ 3 milhões; a criação de grupos de trabalho com as principais universidades e centros de pesquisa pernambucanos como a UFPE, UFRPE, UPE, Aggeu/Fiocruz, IFPE e Universidade Católica de Pernambuco, além das parcerias com a própria Fapesp, IPT, USP, Unicamp, ABC e Marinha do Brasil.

O presidente da Facepe detalhou ainda como foi o encontro com o alto comando da Marinha, que reuniu pesquisadores de outros estados brasileiros. Segundo ele, a estimativa dos comandantes é de que seriam necessários R$ 1,5 bilhão nos próximos cinco anos para o desenvolvimento de ações de combate ao dano ambiental que terá décadas de consequências. Ainda de acordo com Jucá, a Marinha organizou grupos de avaliação ambiental com sete equipes de pesquisadores. “O risco emergencial ainda não acabou”.

Fernando Jucá disse ainda que a intenção é que a Facepe seja uma instância articuladora entre pesquisadores e os atores do poder público na busca por soluções para este problema ambiental. “O desafio é a gente criar uma forma de se integrar mais e não fazer o trabalho isoladamente. A gente precisa dar respostas”, finalizou.

 

 

 

 

FACEPE reúne pesquisadores de Institutos Nacionais de Ciência e Tecnologia

IMG_3795A FACEPE reuniu pesquisadores de Institutos Nacionais de Ciência e Tecnologia em Pernambuco (INCTs) num workshop realizado nesta sexta-feira (13). O objetivo era o de fazer uma reunião de acompanhamento dos projetos que contam com investimentos da Fundação. Além dos pesquisadores, a iniciativa contou com representantes da UFPE, Sebrae e da pesquisadora Lúcia Melo, ex-secretária estadual de Ciência, Tecnologia e Inovação e ex-presidente da agência estadual de fomento à pesquisa.

Atualmente Pernambuco conta com vários projetos em oito INTCs. Cada um deles foi apresentado  no workshop por coordenadores ou representantes a partir de resultados e informações atualizadas sobre os estudos. Os temas giram em torno da fotônica, botânica, água e carbono, engenharia de software, farmácia, etnobiologia, sistemas de informação e decisão e nanotecnologia. Os recursos da FACEPE destinados a essas iniciativas científicas são de aproximadamente R$ 15 milhões. (confira os detalhes no quadro abaixo).

IMG_3813“A gente tem o pensamento de, no ano que vem e com calma, conversar com os INTCs, junto com o setor produtivo em que atuam, um de cada vez. A ideia dessa reunião, além do acompanhamento, é que a gente tenha uma estratégia para o ano que vem. O Estado precisa honrar os compromissos financeiros com os INTCs. Na medida que os INCTs tenham algum produto ou desenvolvimento, alguma resposta para a sociedade, que a gente pudesse mostrar e divulgar, isso vai ajudar bastante a gente ter mais credibilidade para fazer os devidos pagamentos”, ressaltou o presidente da FACEPE, Fernando Jucá.

INCTs – Desenvolvido pelo CNPq, o Programa Institutos Nacionais de Ciência e Tecnologia é considerado um dos mais importantes para o desenvolvimento da ciência brasileira por ter em seus pilares  a formação de redes de pesquisa; consolidação de parcerias institucionais; abordagem multidisciplinar em temas estratégicos para o país; formação e capacitação de recursos humanos altamente qualificados; e investimentos a longo prazo.

“A organização de redes proporciona a consolidação dos grupos de pesquisa, o intercâmbio de conhecimentos e a ampla abrangência do programa, fomentando a pesquisa de norte a sul do país. Dentre as parcerias, destaca-se a capacidade de mobilização dos principais agentes de promoção do desenvolvimento científico e tecnológico no Brasil, uma vez que, além do Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações e do CNPq, participam a CAPES e as Fundações de Amparo à Pesquisa Estaduais, além de cooperações internacionais”, ressalta o site oficial do programa.

IMG_3819 (1)

30 anos da FACEPE: ex-presidentes, ex-diretores científicos e atual gestor participam de série de entrevistas especiais

Como parte das  comemorações pelos 30 anos de existência, a FACEPE reuniu ex-presidentes e ex-diretores científicos nos estúdios da Empresa Pernambuco de Comunicação para uma série de entrevistas especiais. Na pauta, os desafios e as conquistas da Ciência, Tecnologia e Inovação em Pernambuco. As entrevistas foram conduzidas pelo jornalista Daniel França. Veja o material  no link abaixo:

http://www.facepe.br/comunicacao/galeria-de-midias/