Universidades e instituto federal mostram resultados do BIA

Representantes de seis instituições de ensino superior do estado apresentaram dados e avaliações de projetos desenvolvidos com recursos do programa de Bolsas de Iniciação Acadêmica (BIA). A oficina, feita de maneira remota  e transmitida pelo Youtube da Facepe, foi organizada pela Diretoria Científica reunindo gestores da Universidade Federal de Pernambuco (UFPE), Universidade do Vale do São Francisco (Univasf), Universidade de Pernambuco (UPE), Universidade Federal do Agreste de Pernambuco (UFAPE), Universidade Federal Rural de Pernambuco (UFRPE) e Instituto Federal de Pernambuco (IFPE).

Oficina BIA 6O BIA visa incentivar a adaptação à vida acadêmica e inserção em atividades de pesquisa e extensão de alunos egressos da rede pública de ensino, buscando evitar que, por carência de recursos financeiros, estes alunos abandonem os cursos ainda no primeiro ano de estudo. De acordo com as apresentações feitas hoje, maior parte dos bolsistas do programa permanece engajada em alguma atividade universitária mesmo após o fim do projeto ao qual a bolsa era vinculada.

Eles também falaram sobre os critérios de seleção adotados que abrangem análise de projetos e aspectos socioeconômicos dos alunos, além de explicar o acompanhamento e avaliação de orientadores e dos bolsistas. Somente no IFPE, desde 2010, o BIA beneficiou 350 estudantes. Ainda segundos os representantes das instituições, a função social do programa foi ressaltada em tempos de pandemia.

Oficina BIA 4Os projetos desenvolvidos a partir do programa BIA são diversos, alcançando várias áreas do conhecimento. Na Univasf, as ações são dirigidas à convivência com o semiárido, o que envolve atividades em saúde, energia, políticas sociais, água e ambiente, alimentos e patrimônio artístico cultural.

“É um programa que tem o carinho de todos nós porque descobre valores vindos do ensino médio e os faz fixar na universidade. É um programa de entrada que, a partir disso daí, a gente pode ter candidatos a outros programas de Iniciação Científica, mestrados e doutorados. Então é muito importante que os alunos tenham participação efetiva no dia a dia das instituições, seja na pesquisa, extensão e ensino”, avaliou o diretor científico da Facepe, Paulo Cunha.

Facepe realiza primeira oficina promovida pelo BIA

Nesta quarta-feira (20), acontece a primeira oficina promovida pelo Programa de Bolsas de Incentivo Acadêmico (BIA). A ação, uma iniciativa da Fundação de Amparo à Ciência e a Tecnologia de Pernambuco (Facepe), órgão ligado à Secretaria de Ciência, Tecnologia e Inovação (Secti), será às 9h, pelo youtube no seguinte endereço: bit.ly/youtubefacepe.

O Programa de Bolsas de Incentivo Acadêmico BIA visa incentivar a adaptação à vida acadêmica e inserção em atividades de pesquisa e extensão de alunos egressos da rede pública de ensino, buscando evitar que, por carência de recursos financeiros, estes alunos abandonem os cursos ainda no primeiro ano de estudo.

Além do presidente da Facepe, Fernando Jucá, e do diretor Científico do órgão, Paulo Cunha, também participam da ação, representantes da Universidade Federal Rural de Pernambuco (UFRPE), Universidade de Pernambuco (UPE), Universidade Federal de Pernambuco (UFPE), Universidade Federal do Agreste de Pernambuco (UFAPE) e o
Instituto Federal de Pernambuco (IFPE).

Facepe lança Nº 6 da Revista Inovação e Desenvolvimento

A Revista Inovação e Desenvolvimento aborda nesta edição uma política pública que tem alcançado feitos consideráveis: os Institutos Nacionais de Ciência e Tecnologia (INCTs). Sua atuação em lógica de redes colaborativas vem proporcionando conquistas importantes não apenas para as áreas às quais eles se debruçam, mas para a sociedade. Esta edição apresenta um recorte desse panorama mostrando artigos que visam apresentar ao leitor os resultados e os desafios, sobretudo os de ordem orçamentária, de alguns INCTS.

Este aspecto é o que trata a contribuição enviada pela Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência (SBPC), que destaca o papel das agências federais e estaduais no financiamento dos projetos. Também aborda o crescimento na produção de artigos e a disparidade entre o número de bolsas e matriculados na pós-graduação.

A inserção e a forma como Pernambuco vem fazendo parte dessas redes de pesquisa ao longo dos anos fazem parte de um artigo dedicado a colocar os investimentos, evolução e conquistas obtidas pelo estado a partir das ações da FACEPE apoiadas pelo governo. Há ainda descobertas surpreendentes que só a ciência pode proporcionar, a exemplo do INCT Fotônica, que investiga a capacidade da luz em gerar desenvolvimento tecnológico e bem-estar social. Leitores de códigos de barra, aparelhos médicos, gadgets. Objetos que estão intimamente ligados ao dia a dia da modernidade que tem unidades de luz (fóton) como componente crucial.

Por outro lado, não poderíamos deixar de voltar a abordar aquele que é considerado um dos maiores desafios atuais da humanidade: o controle da pandemia de Covid-19. A Academia Pernambucana de Ciências nos brinda com um artigo que debate a quebra temporária das patentes da vacina, o aumento na produção global dos imunizantes e na capacitação local.

 Clique aquiRevista da Facepe - Inovação e Desenvolvimento (6a edição) (1)-1_page-0001 para ler a revista

Marinha presta homenagem à Facepe

O presidente da Fundação de Amparo à Ciência e Tecnologia de Pernambuco, Fernando Jucá, recebeu a Medalha Mérito Tamandaré. A condecoração oferecida pelo Comando do 3º Distrito Naval da Marinha é um reconhecimento ao apoio dado pela Facepe e Governo do Estado nas pesquisas sobre o derramamento de óleo no Litoral de Pernambuco. A cerimônia aconteceu a bordo do Navio Patrulha Oceânico Araguari, atracado no Porto do Recife.

Centro de Comunicação Social da Marinha

Confira a premiação da 25ª Jornada de Iniciação Científica

Conheça os vencedores do Prêmio Ricardo Ferreira ao Talento Jovem Cientista que marcou o encerramento da 25ª Jornada de Iniciação Científica da Facepe. Cada um dos 12 premiados terão direito a um Auxílio a Participação em Congresso (ACP) Nacional com valores equivalentes a passagens, diárias e inscrição que deverão ser usufruídas em até um ano da premiação em evento correlato ao seu projeto de pesquisa. Por conta da pandemia está sendo liberado para eventos virtuais. ⠀

Durante a solenidade, o diretor científico da Facepe, Paulo Cunha, ressaltou a importância da Iniciação Científica na carreira de quem pretende seguir a carreira de pesquisador. Ele também destacou a consolidação do Pibic da Fundação. “Esse trabalho vem sendo feito há anos pelas nossas comissões, pelos nossos editais. Os grupos estão de parabéns pelos trabalhos realizados”, disse ele ao se referir aos alunos e orientadores envolvidos nos projetos vencedores.

As pesquisas contam com bolsas concedidas pela Facepe em seis áreas do conhecimento: Ciências Agrárias; Ciências Biológicas; Ciências da Saúde; Ciências Exatas; Ciências Humanas e Sociais Aplicadas; e Engenharias. A Jornada tem como tema “Pandemia: avanços e consequências”. Ao todo, são 500 bolsas no valor de R$ 500,00 cada.

Confira a relação completa das menções honrosas e os vencedores em cada uma das áreas:

Slide1 Slide2 Slide3 Slide4 Slide5 Slide6 Slide7 Slide8 Slide9 Slide10 Slide11 Slide12 Slide13 Slide14 Slide15 Slide16

 

 

FACEPE e SECTI Lançam edital para criação do Programa Estadual de Residência Tecnológica – RESITEC

RESITEC

A Fundação de Amparo à Ciência e Tecnologia do Estado de Pernambuco (FACEPE) vinculada a Secretaria de Ciência, Tecnologia e Inovação do Estado de Pernambuco – SECTI , torna público o Edital FACEPE/SECTI – Criação do Programa Estadual de Residência Tecnológica – RESITEC.

Este Edital tem por finalidade apoiar a criação de programa de cursos de residência tecnológica que visem contribuir para formação qualificada de recursos humanos em nível de pós-graduação (lato sensu) a serem executados por parcerias envolvendo Instituições Científica, Tecnológica e de Inovação do Estado de Pernambuco (ICTs-PE) e empresas com objetivo de qualificar recursos humanos de forma acelerada e desenvolver soluções inovadoras nas empresas localizadas no estado de Pernambuco, preferencialmente nos segmentos de maior intensidade tecnológica, de maneira a contribuir para mudanças na estrutura produtiva e social.

O valor global disponível para essa chamada é de R$1.320.000,00, para financiar cotas de bolsas para os residentes em nível BCT – 06 no valor mensal de R$ 2.200,00 por seis meses.

As instituições interessadas devem realizar a submissão de propostas no sistema AgilFAP até o dia 30 de dezembro de 2021, por meio de procedimento determinado no respectivo edital.

Acesse aqui o inteiro teor do Edital_FACEPE_13-2021 RESITEC 2021.

Dúvidas relacionadas ao edital, devem ser enviadas a Diretoria de Inovação da FACEPE, através do e-mail: inovacao@facepe.br.

Não poderíamos começar 2021 sem celebrar as conquistas da Ciência.  Vamos dar início a uma campanha de incentivo à vacinação contra a COVID-19. Vocês assistirão pelos nossos canais depoimentos de pesquisadores que atuam no combate à pandemia. São mensagens que ressaltam a importância da vacinação para conquistarmos a tão sonhada imunidade coletiva.

 

NOTA DE PESAR

WhatsApp Image 2020-12-29 at 15.03.08A Fundação de Amparo à Ciência e Tecnologia de Pernambuco lamenta o falecimento do Professor Doutor Ivon Fittipaldi. A trajetória do pesquisador se confunde com a da Facepe, da qual foi um de seus idealizadores e diretor científico entre 1999 e 2003 .

Até o começo deste ano, ele foi membro do Conselho Superior, tendo uma atuação engajada e marcante como tudo o que fez na vida. Entre as iniciativas notórias enquanto conselheiro, foi a criação da Revista Inovação e Desenvolvimento, publicação jornalística institucional que visa a divulgação das contribuições da ciência no desenvolvimento socioeconômico e ambiental do estado.

Além disso, na sua última reunião do Conselho fez um balanço geral sobre a evolução, proposições e desafios futuros da instituição. Fittipaldi atuou de forma incansável na luta pela Ciência & Tecnologia em Pernambuco, suas relações nacionais e internacionais muito contribuíram nesta direção.

A Facepe se solidariza com os amigos e familiares neste momento de perda irreparável.

 

Facepe analisa proposta de plataforma de transformação digital

A diretoria executiva da Fundação de Amparo à Ciência e Tecnologia de Pernambuco esteve reunida, na manhã desta sexta-feira (18), com representantes da empresa TDS Company. Eles discutiram a possibilidade de a Facepe adotar uma plataforma digital que contribua no processo de tomada de decisão. A iniciativa foi apresentada aos gestores por Silvio Meira e André Neves durante encontro remoto.

WhatsApp Image 2020-12-18 at 12.45.37De acordo com Meira, a plataforma chamada Strateegia tem sido usada por várias empresas privadas e instituições públicas internacionais, a exemplo da Ambev e da Agência Espacial Europeia. “É importante dizer aqui que não há nenhum interesse comercial embutido nesse negócio, mas temos uma agenda para contribuir com o desenvolvimento econômico da região, em especial o desenvolvimento científico de Pernambuco. A Facepe seria um grande laboratório para para avançar o que a gente faz na Ciência e Tecnologia”, afirmou Meira.

Ainda de acordo com a TDS, a plataforma poderia ajudar, além da gestão da Facepe, pesquisadores a tomarem decisão estratégica de forma incremental e interativa. “O mundo caminha para o digital aonde a gente percebe que o físico não vai sumir  de maneira alguma, vai ser ampliado. A gente trabalha com a perspectiva de um mundo híbrido. Serão negócios que irão olhar sempre para o mundo físico, digital e social. Isso implica em mudança na pesquisa porque ela passa a ser oblíqua, vai ter gente do mundo inteiro trabalhando na mesma pesquisa”, explicou Neves.

Os detalhes da plataforma foram apresentados para diretores e alguns analistas. O presidente da Facepe, Fernando Jucá, demonstrou entusiasmo com a proposta mas ponderou que o processo necessita ser amadurecido e que pode passar pelo Conselho Superior. “É importante abrir a discussão e trabalhar a dimensão de como é que a gente implementa isso e qual será a estratégia de uso e de abrangência”, destacou Jucá ao sugerir uma próxima reunião para a segunda quinzena de janeiro.