Expediente da FACEPE na sexta-feira, dia 03/10/2017

Por determinação do Excelentíssimo Senhor Governador do Estado, Paulo Câmara, será transferido para o dia 03 de novembro o ponto facultativo do dia 28 de outubro, data em que se comemora o dia do servidor público estadual.

Assim, o expediente na Fundação de Amparo à Ciência e Tecnologia do Estado de Pernambuco (FACEPE) será encerrado às 17 horas desta quarta-feira, dia 1º, com o retorno das atividades às 8 horas de segunda-feira, dia 06 de novembro.

Segundo informações da Casa Civil, o decreto não se aplica aos órgãos que desenvolvam serviços cujo funcionamento seja indispensável, a juízo do chefe do órgão.

Assessoria de Comunicação FACEPE.

Assinado o Manifesto pela Ciência Brasileira

Dia-C-01 manifestoO Manifesto pela Ciência Brasileira foi assinado nesta quarta-feira (25), na sede da Secretaria de Ciência, Tecnologia e Inovação (Secti), localizada no Bairro do Recife, pelos reitores das universidades públicas de Pernambuco, pela Secretária de Ciência, Tecnologia e Inovação de Pernambuco, Lúcia Mello e pela FACEPE.

Iniciativa dos pró-reitores de pesquisa e pós-graduação de Pernambuco, o Manifesto pela Ciência Brasileira contou com o apoio dos reitores das universidades públicas do estado, da Fundação de Amparo à Ciência e Tecnologia de Pernambuco (Facepe) e da Secti. Confira o documento na íntegra (Manifesto). “Aproveitamos a realização da Semana Nacional de Ciência e Tecnologia para chamar a atenção da sociedade para a área e sensibilizar em relação à importância da ciência e da tecnologia como setores estratégicos para a soberania e o desenvolvimento do país”, destacou a secretária Lúcia Melo.

Antes da assinatura do manifesto, na sede da Secti, no Bairro do Recife, o Prof. Dr. Isac Almeida de Medeiros, Pró-reitor de Pesquisa da Universidade Federal da Paraíba (UFPB). ministrou a palestra Ciência e Soberania Nacional. “Somos refém daqueles que detém a tecnologia. Como exemplo, posso citar que, hoje, importamos os princípios ativos dos medicamentos que vendemos no Brasil. Somos bons embaladores. Isso precisa ser modificado e a ciência vem mudar essa lacuna. A ciência e a tecnologia precisam ser vistas como investimento”, destacou Isac, ao reforçar que os países que saíram da crise investiram nesses dois fatores.

FACEPE entrega Prêmio Ricardo Ferreira ao Mérito Científico 2017

2017_10_25-Entrega_Premio_Ricardo_Ferreira-web (18)A Fundação de Amparo à Ciência e Tecnologia do Estado de Pernambuco – FACEPE – entregou na tarde desta quarta-feira (25), o prêmio Ricardo Ferreira ao Mérito Científico para a pesquisadora Josefa Salete Barbosa Cavalcanti em cerimônia realizada no Salão Nobre da instituição. A solenidade contou com a presença da Secretária de Ciência, Tecnologia e Inovação do Estado de Pernambuco, Lúcia Melo, o presidente da Fundação, Abraham Sicsú, o Diretor Científico, Paulo Cunha, além de outras autoridades.

2017_10_25-Entrega_Premio_Ricardo_Ferreira-web (19)Lúcia Melo parabenizou a FACEPE pela iniciativa, como também a pesquisadora Josefa Cavalcanti pelo prêmio, e defendeu que este é um incentivo imenso para pesquisadores e cientistas de todo Nordeste.

2017_10_25-Entrega_Premio_Ricardo_Ferreira-web (02)O presidente da FACEPE, Abraham Sicsú, abriu a solenidade com o salão lotado e agradeceu a todos os presentes. O diploma e a medalha foram entregues pelas representantes do Comitê de Busca e da comunidade científica pernambucana, profas. Profas. Maria do Socorro Ferraz Barbosa e Silke Weber à Profa. Josefa Salete Barbosa Cavalcanti.
2017_10_25-Entrega_Premio_Ricardo_Ferreira-web (09)

Ela agradeceu o reconhecimento e disse que era uma alegria vê tanta manifestação de carinho e afeto. Durante o seu discurso, Josefa fez uma explanação da sua vida acadêmica e lembrou o tempo em que deu início ao estudo da ruralidade no mundo moderno, em 1963. A eleição da premiada foi realizada na 2ª Reunião Ordinária de 2017 do Conselho Superior da FACEPE, em 6 de junho deste ano, e a área agraciada foi a de Ciências Humanas, Letras e Sociais.

2017_10_25-Entrega_Premio_Ricardo_Ferreira-web (15)“Fui amiga, aluna e orientada de Ricardo Ferreira. Mas o que mais me chamava atenção nele era sua característica humanista. Ricardo descobriu a química moderna, quando ninguém sabia do que se tratava”, disse Lúcia Melo, ao destacar que a pós-graduação pernambucana está viva e é o celeiro principal da formação humana. “Esse momento é importante para reafirmar a importância da FACEPE para Pernambuco que, atualmente, é um exemplo de instituição de pesquisa”, destacou ela, ao finalizar dizendo que a instituição de fomento à pesquisa e a SECTI seguem trabalhando pelo futuro de Pernambuco.

Prêmio Ricardo Ferreira ao Mérito Científico: Criado em 2014, constitui-se como reconhecimento público e estímulo a um cientista brasileiro ou estrangeiro com permanência mínima de 10 anos em Pernambuco que tenha se destacado pela realização de contribuição científica ou tecnológica de extraordinário valor para o progresso da sua área do conhecimento. Em 2017, concedido para a área de “Ciências Humana, Letras e Sociais Aplicadas”.

2017_10_25-Entrega_Premio_Ricardo_Ferreira-web (12)Josefa Salete Barbosa Cavalcanti - A homenageada de 2017 é professora titular do Departamento de Sociologia do Centro de Filosofia e Ciências Humanas da Universidade Federal de Pernambuco e dos Programas de Pós-Graduação em Sociologia e em Antropologia da UFPE e pesquisadora 1-C do CNPq. Tem doutorado em Sociologia pela Manchester University e mestrado em Antropologia Social pela  UFRJ, com pós-doutorado na University of Wisconsin/Madison e na Cardiff University.

Coordenadora e membro do comitê assessor do CNPq(2011-2014); foi membro da comissão de avaliação de cursos de pós-graduação da área de Sociologia da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior. Ex-Secretária geral da Sociedade Brasileira de Sociologia (2005-2007). Ex-Vice-Presidente da Associação Latino-Americana de Sociologia Rural. Áreas de atuação: Antropologia e Sociologia, com ênfase em Sociologia Rural e Antropologia Rural. Principais temas: globalização da agricultura e dos alimentos; desenvolvimento rural, sociedades camponesas; desigualdades sociais; trabalhadores migrantes, trabalho e gênero.

Publicou 23 artigos, 27 trabalhos em anais, 61 resumos, 12 livros e 55 capítulos de livros. A profa. Josefa foi agraciada recentemente com o Prêmio Florestan Fernandes 2017 concedido pela Sociedade Brasileira de Sociologia (SBS).

2017_10_25-Entrega_Premio_Ricardo_Ferreira-web (01)

FACEPE visita Petrolina

WhatsApp Image 2017-10-25 at 23.59.24A FACEPE esteve em Petrolina na última semana (19 e 20 de outubro) por convite do Pró-Reitor de Pesquisa, Pós-Graduação e Inovação da UNIVASF (Prof. Jackson Almeida).

No primeiro dia a UNIVASF convidou instituições de ensino e pesquisa da região para assistirem as palestras apresentadas pela FACEPE: “Fomento à Ciência, Tecnologia e Inovação em Pernambuco” apresentada pelo Diretor Científico, Prof. Paulo Cunha e “Programas e Editais da FACEPE” proferida pelo Assessor de Planejamento, Jayme Ribeiro. Após as apresentações houve reunião com as instituições presentes (UNIVASF, EMBRAPA e IF-Sertão PE).

WhatsApp Image 2017-10-19 at 19.09.31

Desde o começo do encontro houve reconhecimento por parte dos pesquisadores da importância da Fundação para o desenvolvimento do interior do estado, particularmente Petrolina e municípios vizinhos (incluindo Juazeiro-BA, onde funcionam as Engenharias da UNIVASF) e, aproveitando a ocasião, várias dúvidas sobre o funcionamento da FACEPE no que diz respeito aos seus programas e editais, com foco para as oportunidades existentes para apoio ao interior puderam ser dirimidas.

WhatsApp Image 2017-10-19 at 19.09.00Foi realizado, no dia seguinte, visita às instalações da UNIVASF, acompanhada pelo Prof. Helinando Pequeno de Oliveira (Colegiado de Engenharia Elétrica), no Campus Juazeiro, e pelo Prof. Raimundo Campos Palheta Junior (Diretor de Pesquisa), no Campus Ciências Agrárias, quando pode se constatar a importância do apoio da Fundação (e de outros órgãos) ao desenvolvimento científico, tecnológico e de inovação à região.

WhatsApp Image 2017-10-19 at 19.08.53

Em função da exiguidade do tempo, não foi possível visitar outras instituições na região (EMBRAPA, IF-Sertão PE e UPE), prometida em retorno próximo.

Universidade Técnica de Munique seleciona 50 jovens cientistas para passar uma semana na Alemanha

TUMParticipantes terão a oportunidade de visitar diferentes instalações
de pesquisa, conhecer professores, obter informações sobre oportunidades
de financiamento e criar uma rede de contatos científica.

26/10/17 – Estarão abertas até 31 de outubro as inscrições para a próxima Research Opportunities Week (ROW), que acontece entre 16 e 20 de abril de 2018. A ROW é uma iniciativa da Technische Universität München (TUM) que, uma vez ao ano, seleciona 50 jovens cientistas de todas as partes do mundo e os convida para o evento, na Alemanha, com acomodação e despesas de viagem pagas.

Durante a ROW, os participantes terão a oportunidade de visitar diferentes instalações de pesquisa, conhecer professores, obter informações sobre oportunidades de financiamento e criar uma rede de contatos científica. Após a ROW, eles têm a chance de concorrer a uma bolsa da TUM University Foundation Fellowship (TUFF) e passar um ano fazendo pós-doutorado na universidade.

Para se candidatar, o pesquisador deve morar fora da Alemanha e ter doutorado concluído nos últimos três anos por outra instituição. Uma tese submetida recentemente ou, ainda, a ser submetida nos próximos 12 meses (em outra instituição que não a TUM) também capacita o cientista a se candidatar. As inscrições devem ser feitas nesse portal. Mais informações neste link: http://bit.ly/2yGbClI

Mostra FACEPE de Inovação acontecerá no dia 14 de novembro

Mostra InovaçãoA Secretaria de Ciência, Tecnologia e Inovação – SECTI e a Fundação de Amparo à Ciência e Tecnologia do Estado de Pernambuco – FACEPE realizarão em novembro a Mostra FACEPE Inovação. Seu objetivo principal é oportunizar um espaço para a exposição de projetos, protótipos e processos inovadores desenvolvidos por Microempresas ou Empresas de Pequeno Porte, situadas em Pernambuco, apoiadas através de subvenção econômica pelo programa de inovação da FACEPE nos últimos 10 anos, desde a criação da sua Diretoria de Inovação, em 2007.

E, também, para prestar contas dos investimentos feitos pela sociedade e pelo Governo do Estado, mostrando resultados como geração de valor, avanço na fronteira tecnológica, geração de negócios, emprego e renda com produtos pernambucanos. Este momento visa permitir aos participantes a divulgação dos seus produtos e a interação com outras empresas e constitui-se em um estímulo à pesquisa, à formação de parcerias e ao desenvolvimento de novas tecnologias e inovações. É um espaço favorável ao compartilhamento de ideias e experiências, ampliação do networking, além de proporcionar um feedback entre as equipes de pesquisa e profissionais da área.

O evento ocorrerá no dia 14 de novembro de 2017, das 9h às 17h, no PARQTEL (Rua Ministro Mário Andreaza, s/n – Várzea).

No período da manhã haverá um momento em auditório para abertura do evento e será montada uma mesa redonda com o tema “Caminhos da Inovação em Pernambuco” quando a Profa. Lúcia Melo, Secretária da SECTI apresentará as ações de inovação para Pernambuco e o Prof. Abraham Sicsú, presidente da FACEPE, as ações, números e editais de inovação da instituição já existentes e, aproveitando a oportunidade, novos editais destinados a área de inovação serão lançados.

Após as apresentações ocorrerá na área externa a abertura da exposição dos resultados dos projetos de inovação que foram apoiados pela FACEPE nos últimos 10 anos na Mostra que estará disponível durante todo o evento, paralelamente as atividades que ocorrerão no auditório.

Ainda de manhã haverá uma palestra com Agências de Fomento à Inovação, no auditório, sobre os investimentos, financiamentos e programas disponibilizados para a inovação.

No período da tarde acontecerá a apresentação do Programa de Treinamento de Empreendedores de Alta Tecnologia: Caso FAPESP/PIPE. Este programa tem o objetivo de auxiliar as empresas e promover o desenvolvimento comercial sustentável dos produtos e serviços inovadores originados dos projetos de pesquisa da FAPESP PIPE, gerando resultados comerciais significativos. A metodologia de treinamento baseia-se no desenvolvimento de clientes de Steve Blank e no Osterwalder e no modelo de modelo de modelo de Pigneur aplicado à inovação de alta tecnologia, de forma semelhante ao programa I-Corps da US National Science Foundation.

inovaão Facepe

Projeto financiado pela FACEPE é indicado ao Prêmio de Incentivo em Ciência, Tecnologia e Inovação para o SUS XVI Edição – Ano 2017

O projeto da pesquisadora, Maria Alice Varjal de Melo Santos, PhD em Saúde Pública, intitulado: Tecnologias integradas para controle biológico, mecânico e genético de Aedes aegypti está entre os indicados para o Prêmio de Incentivo em Ciência, Tecnologia e Inovação para o SUS XVI Edição – Ano 2017.

Maria_Melo-Santos O projeto foi apoiado pela FACEPE através do Edital 13.3/2012 – PPSUS REDE, vigente entre 2014 e 2016. O resumo do projeto para divulgação: “A dengue é hoje a arbovirose transmitida por mosquitos de maior repercussão epidemiológica no cenário mundial. Espécies invasivas, como Aedes aegypti e mais recentemente Aedes albopictus, desempenham um papel chave na expansão territorial das áreas de transmissão dos sorotipos do vírus Dengue. Diante da inexistência de uma vacina especifica, a principal forma de controle da incidência da dengue continua sendo a redução populacional dos mosquitos vetores, especialmente A. aegypti, a níveis que não representem riscos de surtos epidêmicos ou epidemias de grandes proporções. Apesar dos esforços empreendidos pelo Programa Nacional de Controle da Dengue (PNCD), mais de 3.500 dos 5.550 municípios brasileiros permanecem infestados pelo mosquito. Além da elevada complexidade associada às diferentes medidas/ações necessárias ao controle efetivo do mosquito, que por muitas vezes transcendem a governança do setor saúde, as dificuldades têm aumentado nos últimos anos com a constatação da disseminação da resistência aos inseticidas (organofosforados e piretroides) entre as populações de campo. A proposta deste projeto é avaliar tecnologias inovadoras, mais seletivas e ambientalmente seguras que possam ser integradas aquelas já dirigidas ao controle de A. aegypti, em espaços urbanos do Estado de Pernambuco/Brasil. Para tanto, metodologias de aplicação em spray de produtos à base de Bti (biolarvicida) visando a ampliação da cobertura de controle larval, o uso massivo de armadilhas (ovitrampas-controle) para coleta de destruição de ovos, bem como a liberação de machos estéreis do mosquito, são novas ferramentas que serão incorporadas á rotina do programa local de controle vetorial de A. aegypti, nas seguintes áreas: bairro da UR-07/Várzea/Recife, e na Ilha de Fernando de Noronha. O projeto será realizado com a colaboração de instituições de pesquisa (Centro de Pesquisas Aggeu Magalhães, CPqAM/FIOCRUZ/MS), ensino (Departamento de Energia Nuclear/UFPE), serviços em saúde (Secretarias de Saúde do Recife Estadual de Pernambuco), bem como do setor privado (Multiave). O projeto em questão se propõe a avaliar a efetividade e viabilidade das estratégias supracitadas e sua adequação a rotina dos serviços de saúde, com o intuito de disponibilizar aos gestores do SUS, sobretudo os envolvidos com a tomada de decisão para vigilância e controle vetorial de A. aegypti, subsídios técnicos sobre novas tecnologias hoje disponíveis ao PNCD.”

Esta foi, entretanto, apenas a primeira fase onde 64 projetos foram selecionados para a categoria Experiências Exitosas do Programa Pesquisa para o SUS: Gestão Compartilhada em Saúde – PPSUS.

Na segunda fase, uma comissão julgadora composta por membros de diversas secretarias do MS, do MCTIC, do MDIC, da ANVISA, do CONFAP, do BNDES, da CAPES/MEC e do CNPq, entre outros, com notório reconhecido conhecimento na área de Ciência e Tecnologia em Saúde definirá em plenária as pesquisas premiadas sendo, 1 (um) primeiro, 1 (um) segundo e 1 (um) terceiro lugar nacional (até 27 propostas, sendo uma de cada UF). As respectivas FAP e SES vinculadas às pesquisas premiadas receberão menções honrosas.

Como Prêmio na categoria Experiências Exitosas do Programa Pesquisa para o SUS: Gestão Compartilhada em Saúde – PPSUS, os coordenadores vencedores receberão: 1º Lugar Nacional (R$ 50.000,00); 2º Lugar Nacional (R$ 30.000,00); 3º Lugar Nacional (R$ 20.000,00).

A entrega da premiação ocorrerá nos dias 29 e 30 de novembro em São Paulo/SP, durante o evento “Ciência, Tecnologia e Inovação em Saúde 2017: conectando pesquisas e soluções”.

SECTI apoia e participa do Dia C da Ciência com várias atividades no dia 25 de outubro

DIA C DA CIÊNCIAA SECTI apoia e participará do Dia C da Ciência com várias atividades no dia 25 de outubro de 2017.

Por iniciativa do Colégio de Pró-Reitores de Pesquisa, Pós-Graduação e Inovação das Instituições Federais de Ensino e do Fórum de Pró-Reitores de Pesquisa e Pós-Graduação (FOPROP), dia 25 de outubro de 2017, será o Dia C da Ciência, uma mobilização nacional para a divulgação da ciência brasileira. Dia C da Ciência acontece durante Semana Nacional de Ciência e Tecnologia.

O objetivo da ação é incentivar universidades, faculdades, institutos e centros de ensino, ciência e tecnologia a realizarem um dia de atividades em escolas, museus, espaços públicos, espaços institucionais próprios e externos, para mostrar à comunidade a importância das pesquisas e sua influência no cotidiano de todo cidadão.

Veja a programação:

Programação detalhada

À tarde acontecerá, dentro da programação do Dia C da Ciência da SECTI, a entrega do Prêmio Ricardo Ferreira ao Mérito Científico à profa. Josefa Salete Barbosa Cavalcanti, às 14:30h na sede da FACEPE (Rua Benfica, 150 – Madalena – Recife).

Consecutivamente iniciará o Manifesto pela Ciência Brasileira com palestra, apresentação do Manifesto e apresentação de show:

Cartaz divulgação Manifesto

Outubro Rosa na FACEPE promoveu palestra sobre prevenção

A FACEPE, em apoio ao Outubro Rosa, promoveu palestra da Dra. Denise Sobral Viana, mastologista do Hospital de Câncer de Pernambuco, intitulada “Detecção precoce e diagnóstico do câncer de mama”

WhatsApp Image 2017-10-17 at 15.27.05

Os números da doença:

  • Segundo mais frequente no mundo e o primeiro entre as mulheres.
  • 1 em cada 9 mulheres tem risco de desenvolver a doença ao longo de sua vida.
  • 80% dos casos acometem mulheres com idade igual ou acima dos 50 anos.
  • 5% dos casos em mulheres com menos de 30 anos.
  • No Brasil, a estimativa para 2017, cerca de 58.000 novos casos. (INCA)

  • A principal causa dessas mortes é o diagnóstico tardio

Os principais fatores de risco para o câncer de mama são:

  • Idade avançada
  • Menarca precoce
  • Menopausa tardia
  • Gravidez após 30 anos
  • Nuliparidade
  • História familiar
  • Álcool
  • Exposição à radiação
  • Stress, sedentarismo, alimentação inadequada

Os tumores iniciais são na grande maioria assintomáticos, não palpáveis, sendo visualizados apenas através de exames de imagem. Apesar do rastreamento mamográfico ter aumentado há uma elevada incidência de casos novos e uma alta taxa de mortalidade.Imagem1

O AUTO EXAME é importante porque proporciona a mulher familiaridade com o formato das próprias mamas, permitindo que ela identifique rapidamente alterações significativas.
WhatsApp Image 2017-10-17 at 15.27.01 WhatsApp Image 2017-10-17 at 15.27.02