Neoenergia (CELPE) anuncia bolsas de estudo para pós-graduação na Espanha e Reino Unido

Optimized-Eólicas-na-EspanhaAs inscrições são para os cursos de energia e meio ambiente e estarão abertas até 2 de abril.

A Neoenergia, empresa do Grupo Iberdrola, iniciou na sexta-feira, 02 de fevereiro, as inscrições para o Programa de Bolsas para cursos de pós-graduação latu sensu em energia e meio ambiente em renomadas universidades da Espanha e no Reino Unido.

A oportunidade é dirigida a alunos de nacionalidade brasileira ou residentes no Brasil, com título de graduação ou com graduação prevista até junho de 2018, que poderão estudar no ano acadêmico 2018-2019.

No processo de seleção, a Neoenergia analisará o histórico acadêmico, o currículo e o interesse no projeto de estudos. Para os candidatos admitidos, a empresa custeará o valor total do curso e uma bolsa auxílio mensal, de 1.580 euros para os bolsistas do Reino Unido e 900 euros para os bolsistas da Espanha, destinados a custos com moradia, transporte e materiais. As bolsas têm duração de doze meses, de acordo com o país escolhido pelo candidato.

Esse é o quarto ano que a Iberdrola oferece essa oportunidade para estudantes brasileiros. No total, já foram beneficiados 25 jovens com o projeto. “A experiência de estudar em uma grande universidade da Espanha, que é um país pioneiro no desenvolvimento de energias renováveis, é muito enriquecedora. O programa também me proporcionou um estágio na Iberdrola, empresa referência no setor energético mundial. É uma chance imperdível!”, comenta Felipe de Menezes Pereira, aluno do Master em Engenharia da Energia, da Universidade Politécnica de Madrid, e um dos nove estudantes contemplados pela bolsa em 2017.

Os interessados podem consultar todas as regras nos editais do Programa de Bolsas e preencher o formulário de inscrição online até 2 de abril, disponíveis em: www.iberdrolaespana.es.

Por meio dessa iniciativa, a Neoenergia pretende promover a excelência na formação de jovens talentos, interessados em se aprofundar em temas como energias renováveis, proteção do meio ambiente e na eficiência do sistema energético, e trabalhar em empresas do Grupo Iberdrola, no Brasil.

Sobre o Programa Internacional de Bolsas de Estudos

Com o objetivo de investir na formação de uma nova geração de profissionais, capazes de conduzir a transformação para um modelo energético sustentável, o programa tem crescido progressivamente, consolidando sua dimensão internacional. Por meio do trabalho conjunto das empresas do Grupo Iberdrola, jovens de cinco nacionalidades (Reino Unido, Estados Unidos, Brasil, México e Espanha) podem realizar cursos de pós-graduação latu sensu, em universidades espanholas e britânicas, em diversas áreas. Entre elas: energias renováveis, eficiência energética, biodiversidade, tecnologias limpas, gestão de emissões, armazenamento de energia, veículos elétricos, redes inteligentes, tecnologias da informação e da comunicação (TIC), tratamento de dados (Big Data) e cybersecurity.

Saiu o resultado das postulações de complementação de terceiros para o edital 18.2/2016 PNPD

PNPD - Complementação de 3ºsA FACEPE publica o resultado das postulações de complementação de bolsas por instituições parceiras do Edital 18.2/2016 PNPD 2ª rodada. Somente os projetos recomendados seriam encaminhados para análise pelos gestores dos convênios firmados.

Para esta rodada houve cinco postulações das quais duas foram aprovadas pela comissão de julgamento da FACEPE e homologadas pela Capes. Essas duas foram encaminhadas às instituições parceiras para análise de aderência e apenas uma foi aprovada para receber a complementação.

Veja o resultado.

 

FACEPE publica o resultado final das bolsas de pós-graduação 2018.1

PBPG NEW2

A Fundação de Amparo à Ciência e Tecnologia do Estado de Pernambuco (FACEPE) divulga o resultado Concessão de Bolsas de Pós-Graduação Strictu Sensu (PBPG) 1º semestre 2018. São 300 bolsas de mestrado e 160 de doutorado com vigência máxima de 24 e 48 meses, respectivamente, contados a partir de março de 2018.

O período para indicação dos bolsistas para projetos aprovados no Sistema AgilFAP, incluindo a entrega da documentação impressa pelo coordenador do PPG, será até 09/03/2018, impreterivelmente, conforme a regulamentação.

As bolsas não implantadas por quaisquer motivos no prazo indicado serão canceladas e serão convocados projetos ainda não contemplados, de acordo com a respectiva lista de espera da área que necessitar remanejamento.

Acesse o Resultado.

Duas das oito propostas aprovadas na chamada CONFAP-MRC têm pesquisadores pernambucanos

MRC

Das 8 (oito) propostas avaliadas na chamada CONFAP-MRC: Health Systems Research Networks são de grupos que tem a participação de pesquisadores pernambucanos.

Eis os projetos que contam com a participação de Pernambuco:

Título do Projeto

Nomes e instituições dos PIs no Brasil

FAPs

Nomes e instituições dos PIs no Reino Unido

1 Strengthening the inclusion of people with disabilities in the health system in Brazil Prof. Tereza Maciel Lyra (FIOCRUZ/PE), Prof. Christina May Moran de Brito (USP), and Prof. Luciana Sepulveda Koptcke (FIOCRUZ/DF) FACEPE, FAPESP, and FAPDF Profa. Hannah Kuper (London School of Hygiene & Tropical Medicine)
2 Unpacking the effect of the national pay for performance scheme (PMAQ) on inequalities in the financing and delivery of primary care in Brazil Prof. Everton Nunes da Silva (UnB), Prof. Garibaldi Dantas Gurgel Júnior (FIOCRUZ/PE), and Prof. Luciano Bezerra Gomes  (UFPB) FAPDF, FACEPE, and FAPESQ Profa. Josephine Borghi (London School of Hygiene & Tropical Medicine)

Acesse aqui o resultado final.

 

 

Micoteca URM da UFPE conquista a ISO 9001

Micoteca URMA Micoteca URM da UFPE, que tem a Profa. Cristina Maria de Souza Motta como sua curadora, conquistou a ISO 9001:2015 – INMETRO sob certificado digital n.º BR027612.

Os serviços prestados pela Micoteca URM certificados foram: Preservação, Identificação e Fornecimento de Culturas de Fungos, para pesquisadores de diversas instituições e ao setor privado do Brasil.

Esta certificação teve o apoio da UFPE e da FACEPE.

Maior competição internacional de comunicação científica tem inscrições abertas no Brasil

FameLabOrganizado pelo British Council, o FameLab 2018 acontece em 32 países simultaneamente. A etapa da semifinal brasileira será em abril com a participação de pesquisadores de todas as regiões do País.

Produzir um vídeo de três minutos, sem edição e nenhum apoio de dispositivo eletrônico, para explicar um conceito científico ou tecnológico e mostrar sua importância ou impacto na vida cotidiana. Este é o desafio da 3ª edição do FameLab Brasil – competição internacional voltada para pesquisadores que acontece simultaneamente em 32 países e é organizada pelo British Council.

Os autores dos 30 melhores vídeos (julgados pelo conteúdo, clareza e carisma) ganharão passagem e estadia para ficar de 23 a 27 de abril no Rio de Janeiro, onde serão treinados por um especialista britânico em comunicação para se apresentarem ao vivo no Museu do Amanhã diante de um comitê avaliador e convidados. Serão selecionados dez finalistas, que passarão por outra etapa de treinamento e farão uma nova apresentação para concorrer ao grande prêmio: uma viagem para disputar as finais no Reino Unido, durante o Festival de Ciência de Cheltenham, que acontece de 4 a 10 de junho, na Inglaterra.

Inscrições – A submissão dos vídeos (em duas versões – português e inglês) deve ser feita pelo site www.famelab.com.br até 28 de fevereiro. Nesse site também consta o edital com as regras do concurso. “De forma geral, podem participar pessoas que têm paixão pela ciência, com nível mínimo de mestrado nas áreas de ciências da vida ou ciências exatas, tecnológicas e engenharia [STEMM, na sigla em inglês]. Estas áreas essenciais para a inovação”, explica o diretor presidente do British Council, Martin Dowle. Os interessados podem se inspirar assistindo os vídeos do FameLab global (http://bit.ly/2AR6eZm) e da semifinal brasileira de 2017 (http://bit.ly/2DoeAuJ).

Segundo Dowle, esta edição deverá atrair um grande número de inscritos uma vez que, além dos bolsistas do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq), da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (FAPESP) e das demais Fundações de Amparo à Pesquisa (FAPs) mencionadas no edital, também poderão participar pesquisadores independentes e outros não-bolsistas, incluindo estrangeiros que atuem no Brasil.  “A primeira edição do FameLab no Brasil, em 2016, foi realizada por meio de uma parceria entre o British Council e a FAPESP e abrangia apenas bolsistas desta fundação. Em 2017, aumentamos a competição incluindo bolsistas do CNPq e de sete FAPs, por meio da coordenação do CONFAP – Conselho Nacional das Fundações Estaduais de Amparo à Pesquisa. Este ano expandimos ainda mais o alcance do FameLab, abrindo-o para a participação nacional de não-bolsistas graças à parceria com Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações, por meio do CNPq”, explica Dowle, lembrando que o Museu do Amanhã continuará a apoiar o FameLab.

Este já é o segundo ano em que o Museu do Amanhã participa do Famelab, considerado uma importante iniciativa segundo o diretor de Desenvolvimento Científico da instituição, Alfredo Tolmasquim. “Por mais complexo que seja, um tema científico sempre pode ser traduzido em uma linguagem acessível. O concurso estimula o estudante de pós-graduação a explicar um conceito de forma simples e direta, com o objetivo de colaborar para formar futuros cientistas que saberão se comunicar melhor com a sociedade. Todos ganham com isso: tanto a ciência como a população.”

Sobre o FameLab: Trata-se da maior competição de comunicação científica do mundo, que acontece em 32 países e é organizada pelo British Council (www.britishcouncil.org.br/famelab). Seu objetivo é promover a aproximação entre cientistas e público em geral, por meio da contextualização e abordagem de temas científicos no dia a dia da sociedade, além de incentivar o desenvolvimento de competências em comunicação, em especial a habilidade oral. No Brasil, a iniciativa conta com a parceria do Museu do Amanhã, do Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTIC) por meio do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq), do Conselho Nacional das Fundações Estaduais de Amparo à Pesquisa (Confap), e da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (Fapesp).

Conheça o British Council e seus parceiros:

https://www.britishcouncil.org.br/

https://museudoamanha.org.br/

https:// http://www.mctic.gov.br/

http://cnpq.br/

http://confap.org.br/news/

http://www.fapesp.br/

Aronita Rosenblatt assume como Diretora de Inovação da FACEPE

ARONITAGraduada em Odontologia pela Universidade Federal de Pernambuco, Mestrado na Universidade de Manchester, UK, doutorado sanduíche na UCL/Londres e Universidade de Pernambuco (1995).

Atualmente é professora titular da Universidade de Pernambuco, senior clinical investigator – Forsyth Institute, professor visitante – Harvard School of Dental Medicine CHB e gerente geral de politicas de ensino superior – e pesquisa da Secretaria de Ciência e Tecnologia de Pernambuco. Também é membro permanente do programa de Odontologia da FOP-UPE.

A Profa. Aronita acumulará, na FACEPE, as áreas de inovação e assuntos internacionais.

Maria de Fátima Cabral, a última Diretora de Inovação, foi funcionária da FACEPE desde 1988 onde desempenhou as funções de Gerente de Desenvolvimento Científico além da Diretora de Inovação, tendo assumido a responsabilidade por essa diretoria desde seu início. Implantou importantes programas para a estruturação das ações da área, auxiliando na consolidação dos Habitats de Inovação do estado como Parques Tecnológicos, Incubadoras de Empresas, parcerias público-privado e apoio a pequenas e médias empresas e startups. Sua dedicação permitiu consolidar essa área na instituição. Muito agradecemos sua colaboração e ensejamos muito sucesso em sua nova empreitada além-mar.

Novo prazo para indicação de bolsista e entrega de documentação complementar

PNPD 2ª Rodada

A data limite para indicação e entrega da documentação complementar do bolsista PNPD da 2ª rodada do Edital 18/2016 foi prorrogada para quarta-feira, dia 07, até as 17h.

Excepcionalmente para os coordenadores desses processos o sistema AgilFAP se encontra liberado para indicação da quota de bolsa independentemente da assinatura do APQ.

FACEPE divulga o resultado preliminar do Edital 18/2017 – PEPE Inova Talentos

PEPE

Foram 06 (seis) propostas enquadradas, das quais 03 (três) foram recomendadas pelo Comitê Técnico, no valor total de R$ 216.000,00 (duzentos e dezesseis mil reais). A aprovação final ficará condicionada a apresentação do Termo de Adesão entre a empresa executora e o IEL PE.

Este Edital tem o objetivo de apoiar projetos de pesquisa científica, tecnológica e de inovação que visem contribuir significativamente para o desenvolvimento científico e tecnológico pernambucano, por meio da inserção de mestres e/ou doutores em empresas privadas localizadas no Estado de Pernambuco.

Baixe aqui o resultado preliminar.

FACEPE divulga o Resultado Final do Edital 26/2017 – Projeto Institucional Pesquisador Visitante

Pesquisador Visitante

Foram 3 (três) propostas enquadradas e recomendadas pelo Comitê Técnico, no valor total de R$ 405.000,00 (quatrocentos e cinco mil reais), correspondente a 12 bolsas pesquisador visitante (BPV), sendo 2 (duas) para a Agencia Estadual e Tecnologia da Informação – ATI, 5 (cinco) para o Instituto Agronômico de Pernambuco – IPA e 5 (cinco) para o Associação Instituto de Tecnologia de Pernambuco – ITEP.

Este Edital tem o objetivo de apoiar projetos institucionais para a efetiva participação de pesquisadores doutores das universidades públicas e privadas, sem fins lucrativos, situadas no estado, em projetos de pesquisa e desenvolvimento tecnológico nas instituições públicas de pesquisa do Estado de Pernambuco.

Baixe aqui o resultado final.