FACEPE e FAPESP publicam edital de pesquisa colaborativa entre Pernambuco e São Paulo

fapesp-facepeA Fundação de Amparo à Ciência e Tecnologia do Estado de Pernambuco (FACEPE) e a Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (FAPESP) divulgam a oportunidade de pesquisa colaborativa aos pesquisadores vinculados a Instituições de Ensino Superior ou Pesquisa de ambos os Estados, interessados em submeter propostas que visem à formação ou ao fortalecimento de redes de pesquisa colaborativa entre os Estados de Pernambuco e de São Paulo.

Nesta Chamada a FACEPE e a FAPESP receberão propostas nas áreas de Ciências Biológicas e Ciências Exatas. Propostas só serão consideradas válidas caso sejam submetidas em ambas as instituições de fomento, FACEPE e FAPESP, pelos respectivos colaboradores de Pernambuco e de São Paulo.

A FACEPE fará um aporte global para esta chamada na ordem de R$ 400.000,00 (quatrocentos mil reais), cogitando um valor máximo por proposta de R$ 100.000,00 (cem mil reais).

A data limite para submissão das propostas será 28 de setembro de 2018.

Acesse o edital.

FACEPE lança edital para monitoria em divulgação científica nos Centros e Museus de Ciência de Pernambuco

Monitoria CientíficaA Fundação de Amparo à Ciência e Tecnologia do Estado de Pernambuco (FACEPE), em parceria com a Secretaria de Ciência, Tecnologia e Inovação de Pernambuco (SECTI), lança a 7ª edição do edital “Apoio a Atividades de Monitoria em Divulgação Científica nos Museus e Centros de Ciência de Pernambuco”.  O investimento total previsto para este edital será de R$ 432 mil.

A FACEPE e a SECTI visam apoiar atividades de monitoria em divulgação científica que propiciem a instalação e o fortalecimento de espaços científico-culturais, como centros e museus de ciência, planetários, jardins zoobotânicos, parques de ciência e instituições similares, para promover a expansão e a melhoria de suas ações, além de aprimorar a divulgação e a popularização da cultura científico-tecnológica junto à sociedade.

Os Centros e Museus de Ciência, vinculados às instituições públicas e privadas sem fins lucrativos, federais, estaduais ou municipais, que realizam exposições ou atividades de divulgação das ciências já podem submeter os projetos para obtenção de apoio na forma de quotas de bolsas da modalidade Bolsa de Cooperação Técnica (BCT).

As propostas devem ser encaminhadas à FACEPE pelo coordenador institucional do projeto, exclusivamente por meio do preenchimento e envio do Formulário de Solicitação de Auxílio à Realização de Cursos e Reuniões Científicas (modalidade ARC), ao sistema da AgilFAP (htttp://agil.facepe.br) até o dia 25/09/2018. Para chegar ao formulário no Sistema AgilFAP, dentro da modalidade “ARC” o solicitante deverá cadastrar-se e em seguida se logar no sistema quando, então, poderá selecionar no menu “Bolsas e Auxílios” a modalidade “ARC” e, por fim, a opção “Edital 16/2017 – Monitoria em Divulgação Científica”.

Para submissão a este edital, não será necessário o envio de qualquer Documentação Complementar impressa, como detalhado no edital.

Lançado o Edital FACEPE 19/2018 – Prêmio Naíde Teodósio de Estudos de Gênero – Ano XI

naíde 2018A Secretaria da Mulher de Pernambuco (SecMulher-PE), em parceria com a Secretaria de Educação (SEE), a Secretaria de Ciência, Tecnologia e Inovação (SECTI), a Secretaria de Planejamento e Gestão (SEPLAG), a Companhia Editora de Pernambuco (CEPE), a Fundação do Patrimônio Histórico e Artístico de Pernambuco (FUNDARPE), Fundação Joaquim Nabuco (FUNDAJ) , o Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Pernambuco (IFPE) e a Fundação de Amparo à Ciência e Tecnologia do Estado de Pernambuco (FACEPE), tornam público o lançamento do Edital FACEPE 19/2018 – Prêmio Naíde Teodósio de Estudos de Gênero – Ano XI.

Poderão se inscrever estudantes do ensino médio e técnico subsequente, de graduação e pós-graduação; bem como professoras e professores do ensino médio e técnico subsequente, nas diversas modalidades do prêmio: redações, artigos científicos, relatos ou projetos de experiência pedagógica e roteiro para documentário digital de curta metragem, levando-se em conta as prioridades, linhas temáticas e condições definidas no Edital.

Ao todo serão distribuídos até R$ 66.800,00 (sessenta e seis mil e oitocentos reais) em prêmios.

As inscrições são gratuitas e estarão abertas a partir de 16/08/2018 até 17/09/2018, através dos sites www.secmulher.pe.gov.br ou www.facepe.br.

A Secretaria da Mulher de Pernambuco (SecMulher-PE) também disponibiliza o número 0800-2818187 da Central de Teleatendimento Cidadã Pernambucana para quaisquer dúvidas. A ligação é gratuita e pode ser feita de fixo ou celular.

Acesse o Edital.

Pernambucana ganha o prêmio L’Oréal – UNESCO – Academia Brasileira de Ciências “Para Mulheres na Ciência” de 2018

nathalia bezerra de lima

O prêmio L’Oréal – UNESCO – Academia Brasileira de Ciências “Para Mulheres na Ciência” de 2018 estimula a participação da mulher na ciência brasileira e oferece bolsa-auxílio de R$ 50 mil a cada cientista

Promover qualidade de vida para pacientes idosos em tratamento de câncer, usar a pedra-sabão como solução para aperfeiçoar próteses ortopédicas e dentárias, e buscar a alimentação correta para a resistência das bactérias a antibióticos são alguns dos temas pesquisados pelas sete vencedoras da 13ª edição do “Para Mulheres na Ciência”, programa desenvolvido pela L’Oréal Brasil em parceria com a UNESCO no Brasil e a Academia Brasileira de Ciências (ABC), cujo objetivo é promover a igualdade de gênero no ambiente científico. Desde 2006, o prêmio já reconheceu o trabalho de mais de 80 pesquisadoras brasileiras, estimulando a participação feminina na ciência e no ambiente acadêmico.

Há trezes anos, o prêmio reconhece cientistas com uma bolsa-auxílio de R$ 50 mil reais em quatro categorias: Ciências da Vida, Química, Matemática e Física. A edição 2018 bateu recorde de inscrições: ao todo, foram registradas 524 inscrições, 34% a mais que em 2017. A entrega da premiação acontecerá em 4 de outubro, na sede da L’Oréal, no Rio de Janeiro.

Todo ano, os jurados escolhem trabalhos com potencial de encontrar soluções para importantes questões de saúde, ambientais e econômicas. Saiba mais sobre as cientistas reconhecidas em 2018:

CIÊNCIAS DA VIDA

Angélica Vieira: estudo sobre resistência de bactérias a antibióticos

A bióloga Angélica Vieira, da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), dedica-se a um tema de grande repercussão mundial: a resistência a antibióticos; causa de morte de 700 mil pessoas todos os anos. Especialista em Imunologia, a cientista mostra que uma possível solução pode estar mais perto do que se pensa: dentro do próprio organismo humano. Em seu projeto, Angélica procura descobrir os efeitos de uma alimentação balanceada através das bactérias benéficas que habitam o corpo, já que elas produzem substâncias – chamadas de metabólitos – que auxiliam no combate a bactérias “invasoras”.

Ethel Wilhelm: projeto sobre terapias eficazes para causas de dores em idosos

A bioquímica Ethel Wilhelm, da Universidade Federal de Pelotas (UFPel), dedica-se ao tema do envelhecimento populacional. Pacientes idosos em tratamento contra o câncer – doença diretamente relacionada ao envelhecimento das células, entre outros fatores – costumam se queixar de efeitos adversos, como as dores nas extremidades do corpo. Em seu projeto, a cientista busca entender as causas das dores para desenvolver terapias mais eficazes que levem em conta as especificidades dessa faixa etária. Uma pista pode estar na relação entre a quimioterapia e o estresse oxidativo; tema em que Ethel é especialista.

Fernanda Cruz: estudo busca por tratamentos menos invasivos para asma grave

Especialista em medicina regenerativa, a pesquisadora Fernanda Cruz é recém-concursada do Laboratório de Investigação Pulmonar (LIP) do Instituto de Biofísica Carlos Chagas Filho (IBCCF/UFRJ). A médica dedica-se ao estudo de problemas respiratórios crônicos desde sua iniciação científica, feita na mesma Instituição. O foco da cientista e seu grupo é buscar tratamentos menos invasivos para a asma grave e a doença pulmonar obstrutiva crônica (DPOC), que se tornaram mais comuns no cenário de envelhecimento da população. A pesquisa propõe o uso de monócitos em vez de células-tronco.

Sabrina Lisboa: projeto estuda terapia mais eficaz para pacientes com Transtorno de Estresse Pós-Traumático

Sabrina Lisboa, biomédica da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto da Universidade de São Paulo busca uma terapia eficaz para pacientes que sofrem de Transtorno de Estresse Pós-Traumático (TEPT), uma condição que atinge cerca de 8% da população mundial. Atualmente é preciso combinar diversos medicamentos para o tratamento, o que aumenta os riscos de efeitos colaterais. O grupo de pesquisa da pós-doutoranda da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto da Universidade de São Paulo procura, portanto, entender as alterações que acontecem no cérebro de quem desenvolve o TEPT através de modelos experimentais. A partir das descobertas, um dos medicamentos já avaliados como uma possível terapia é um composto sintético semelhante ao THC encontrado na cannabis.

FÍSICA

Jaqueline Soares: projeto busca criar próteses ortopédicas e dentárias mais resistentes

A inspiração para o projeto da cientista mineira Jaqueline Soares veio de um ingrediente famoso e abundante em sua região: a pedra-sabão. Docente da Universidade Federal de Ouro Preto (UFOP), a especialista em nanotecnologia pretende usar o talco produzido a partir da pedra para tornar próteses ortopédicas e dentárias mais resistentes. O pó tem um custo reduzido e pode ser incorporado ao filme de hidroxiapatita, material usado nos implantes, aumentando sua durabilidade sem provocar uma rejeição do organismo.

MATEMÁTICA

Luna Lomonaco: estudo do fractal chamado Conjunto de Mandelbrot

Luna Lomonaco, do Instituto de Matemática e Estatística da Universidade de São Paulo (IME/USP), é especialista em sistemas dinâmicos, a ciência que analisa o comportamento de sistemas que mudam com o tempo e, assim, tenta prever seus próximos movimentos. Em seu projeto, a cientista se dedica ao estudo do Conjunto de Mandelbrot, um dos fractais mais conhecidos, e suas cópias dentro e fora do objeto geométrico.

QUÍMICA

Nathalia Lima: projeto visa aumentar prazo de validade do cimento para beneficiar economia brasileira. Nathália foi a única laureada do Norte-Nordeste e é bolsista PNPD Capes/FACEPE.

Nathalia Lima, da Universidade Federal de Pernambuco (UFPE), busca a solução para um problema comum relacionado à economia brasileira e o campo da Engenharia Civil: o curto prazo de validade do cimento. O material amplamente usado em construções mantém suas condições ideais por apenas 90 dias após a fabricação. O estudoda cientista analisa as reações envolvidas na degradação do cimento por meio de técnicas como microscopia de fluorescência e química quântica. A partir da análise, a intenção é propor novas formas de armazenamento que sigam as condições ambientais de cada região, visando aumentar a durabilidade do material.

Fonte: https://www.paramulheresnaciencia.com.br/noticias/conheca-as-sete-cientistas-vencedoras-do-premio-loreal-unesco-abc-para-mulheres-na-ciencia-2018/

Prazos diferenciados para alunos da UFRPE contemplados com bolsas IC da FACEPE

PIBICEm virtude do calendário de matrículas específico da Universidade Federal Rural de Pernambuco (UFRPE), todos os alunos dessa instituição contemplados com bolsa de Iniciação Científica da FACEPE terão até o dia 17 de setembro de 2018 para apresentarem os seus respectivos comprovantes de matrícula.

Todas as demais documentações complementares impressas devem ser entregues dentro do prazo estabelecido no Resultado do Edital (10 de agosto de 2018).

FACEPE divulga os nomes dos 400 aprovados no Edital PIBIC 2018

PIBICA Fundação de Amparo à Ciência e Tecnologia de Pernambuco (FACEPE) divulga o resultado do Edital 01/2018 Programa Institucional de Bolsas de Iniciação Científica (PIBIC) com um total de 400 bolsas distribuídas nesta edição.  As solicitações para renovação foram julgadas pela Comissão Avaliadora da 22ª Jornada de Iniciação e a de novas bolsas pela Comissão Avaliadora formada pelos membros das Câmaras de Assessoramento e Avaliação da Instituição e outros pesquisadores convidados.

Os aprovados devem apresentar a documentação complementar impressa até o dia 10 de agosto de 2018 no protocolo da FACEPE.

Clique aqui e confira

 

FACEPE divulga o resultado final do Edital Fundo Newton – Researcher Connect 2018

researcher_connectO Centro Regional de Ciências Nucleares do Nordeste (CRCN-NE) foi a instituição selecionada para sediar e coordenar o curso Researcher Connect 2018, sob a coordenação de Fabiana Guimarães. Os cursos deverão acontecer entre Agosto de 2018 e Março de 2019 e o valor aprovado foi R$ 12.500,00 (doze mil e quinhentos reais).

O programa Researcher Connect objetiva o desenvolvimento de habilidades na comunicação escrita em inglês para a redação de artigos científicos internacionais. O curso tem o intuito de contribuir para a capacitação de pesquisadores brasileiros e o apoio internacional à pesquisa em escala global.

Aluno apoiado pela FACEPE, Thiago Landim, conquista a medalha de ouro no International Mathematical Competition for University Students (IMC), na Bulgária

Going Global

O aluno Thiago Landim de Souza Leão, do bacharelado em Matemática do Departamento de Matemática (DMAT) da UFPE, ganhou medalha de ouro no nível universitário da International Mathematics Competition for University Students (IMC) em 2018, que foi realizada em Julho na Bulgária.

Acesse a matéria publicada no site da OBM.