Resultado do PNPD 2ª rodada – aguardando homologação da Capes

PNPD 2ª RodadaA segunda rodada do Edital 18/2016 – Apoio a Projetos Institucionais de Absorção de Jovens Doutores na Pós-Graduação (PNPD) completou a etapa IV prevista no edital (item 4.4).

Toda a documentação necessária já foi encaminhada para o setor competente da Capes para análise e homologação. Somente após a homologação a FACEPE poderá divulgar a relação dos projetos aprovados contemplados com a quota de bolsa PNPD com vigência de até 60 meses acrescido de auxílio de custeio no valor de R$ 12 mil anuais.

Um novo “Horizon” para a cooperação União Européia/Brasil

horizonNo final de outubro de 2017, a Comissão Européia anunciou o novo Programa de Trabalho Horizonte 2020 para o período 2018-2020. Um orçamento de 30 bilhões de euros será gasto para alcançar um grande impacto do financiamento da pesquisa, concentrando-se em temas como migração, segurança, clima, energia limpa e economia digital.

O novo Programa de Trabalho também fortalece a cooperação internacional em pesquisa e inovação (#opentoteworld). Ele investirá mais de 1 bilhão de euros em 30 iniciativas emblemáticas em áreas de benefício mútuo. Exemplos incluem trabalhar com o Brasil e a África do Sul em pesquisa marítima.

FACEPE lança o edital de bolsas de pós-graduação para o 1º semestre de 2018

PBPG NEW2A FACEPE lança o edital 25/2017 do Programa de Bolsas de Pós-Graduação (PBPG) que distribuirá 300 (trezentas) bolsas de mestrado e 160 (cento e sessenta) de doutorado para estudantes ingressantes exclusivamente no 1º semestre de 2018.

O Programa de Concessão de Bolsas de Pós-Graduação da FACEPE objetiva ampliar a oferta de bolsas de pós-graduação stricto sensu (mestrado acadêmico e doutorado) para o atendimento à formação de recursos humanos qualificados, com ênfase em áreas de interesse estratégico para o desenvolvimento do estado, bem como na consolidação de cursos novos e na interiorização das atividades de pesquisa.

Para esta edição não haverá oferta de bolsas da Capes.

O encaminhamento (apenas eletrônico) das propostas deverá ser realizado pelos coordenadores dos PPGs até 10/01/2018.

Acesse aqui o edital e também a oferta de complementação de bolsas por terceiros.

 

Facepe celebra 10 anos de apoio a projetos tecnológicos

Fundação de Amparo à Ciência e Tecnologia de Pernambuco reuniu em evento empresas pernambucanas que contaram com apoio para desenvolver produtos e processos inovadores

Abraham Sicsu, presidente da Facepe, fez um balanço dos programas de incentivo do órgão / Foto: Divulgação/Ailton Pedroza
Abraham Sicsu, presidente da Facepe, fez um balanço dos programas de incentivo do órgão
Foto: Divulgação/Ailton Pedroza
Da editoria de Economia

Um sistema de microfones de segurança que podem ajudar a identificar, através do som, que tipo de arma foi utilizado em determinado crime. Aplicativo para criação de aulas digitais personalizadas para crianças da alfabetização. Ou treinamentos à distância em ambiente virtual de técnicos e operários. Estes são alguns projetos que se tornaram empresas de sucesso nos últimos 10 anos, com o apoio da Fundação de Amparo à Ciência e Tecnologia de Pernambuco (FACEPE), órgão ligado a Secretaria estadual de Ciência, Tecnologia e Inovação.

Para celebrar uma década de incentivo às empresas pernambucanas de base tecnológica, a FACEPE realizou nesta terça-feira (14) a Mostra de Inovação, no Parqtel (Parque Tecnológico de Eletroeletrônicos e Tecnologia Associadas), no Recife.

Este conteúdo foi produzido pelo Sistema Jornal do Commercio de Comunicação. Para compartilhar, use o link  http://jconline.ne10.uol.com.br/canal/economia/pernambuco/noticia/2017/11/14/facepe-celebra-10-anos-de-apoio-a-projetos-tecnologicos–315879.php

 

facepe

Evento marca a trajetória de fomento da Fundação à inovação nas empresas pernambucanas com exposição de produtos e processos inovadores já desenvolvidos

A Fundação de Amparo à Ciência e Tecnologia do Estado de Pernambuco (FACEPE) e a Secretaria de Ciência, Tecnologia e Inovação de Pernambuco (Secti) realizaram, nesta terça-feira (14/11), a Mostra de Inovação. Marcando o período de dez anos de fomento da FACEPE à inovação nas empresas pernambucanas, o evento conta com a exposição de cerca de 35 produtos, protótipos e processos inovadores contemplados pelos editais da Fundação. Desde 2007, quando a Diretoria de Inovação foi criada, 177 projetos foram apoiados, somando um investimento aproximado de R$ 55 milhões (recursos da FACEPE e de parceiros). A Mostra está acontecendo durante todo o dia, no Parqtel, no Curado.

A expectativa, além de realizar uma prestação de contas do investimento público, é permitir aos participantes a divulgação de seus resultados, como avanço na fronteira tecnológica, geração de valor, negócios, emprego e renda com os produtos apoiados pela FACEPE. “Além de gerar interação entre empresas, institutos de pesquisa e Governo, a apresentação de resultados estimula a pesquisa e o desenvolvimento de novas parcerias, tecnologias e inovações”, destaca a secretária de CT&I, Lúcia Melo.

Como política pública, o Governo de Pernambuco estimula a pesquisa e o processo de inovação tecnológica nas empresas, a partir de linhas de financiamento e concessão de subvenção econômica oferecidas pela FACEPE. “A intenção foi criar um espaço favorável ao compartilhamento de ideias e experiências, ampliação de networking, além de possibilitar um feedback entre as equipes de pesquisa e profissionais da área”, ressalta Abraham Sicsu, presidente da FACEPE.

Cases - Alguns dos resultados desses investimentos podem ser vistos no dia-dia da população. A empresa pernambucana Aeroespacial, por exemplo, desenvolveu uma ferramenta de gestão para os parques eólicos em operação no estado. O software desenvolvido foi um dos beneficiados pelo Tecnova, com um aporte de R$ 500 mil para ajudar no desenvolvimento da ferramenta. O software monitora continuamente a eficiência do desempenho de todos os aerogeradores de um Parque Eólico e avisa, em tempo real, as equipes de manutenção e operação quando ocorre qualquer falha no funcionamento, possibilitando uma rápida manutenção e evitando que os equipamentos fiquem parados por muito tempo.

Na área de educação podemos destacar a Escribo, empresa pernambucana que desenvolve inovações para fortalecer o aprendizado. Ela foi beneficiada com recursos de R$860 mil para o desenvolvimento de plataformas educacionais, utilizadas hoje por mais de 100 mil estudantes de escolas públicas e privadas de todo o Brasil. A parceria rendeu o projeto Frei.re de educação interativa, utilizado pelas escolas da educação infantil (2 a 5 anos). Os educadores e as crianças usam jogos digitais que fortalecem a alfabetização e o desenvolvimento dos objetivos de aprendizagem das áreas de matemática, natureza e sociedade.

Outro projeto que chama atenção está no setor de segurança. Uma empresa local está desenvolvendo um projeto de Microfone Inteligente Conectado (MIC), com o incentivo de R$ 300 mil da FACEPE. A intenção é que o microfone seja capaz de detectar automaticamente uma infinidade de sons, processe o som captado e detecte eventos relevantes, como disparos de arma de fogo, tentativas de arrombamento, quebra de vidro e gritos. E, sem auxílio de um computador, transmita o alarme e o áudio captado para sistemas de monitoramento, além de enviar alertas por SMS ou e-mail. O equipamento já está sendo testado por alguns bancos privados na Região Metropolitana e, em breve, deverá ser comercializado.

 

A FACEPE e União Europeia apoiarão pesquisas em gestão de recursos hídricos

waterA FACEPE anuncia chamada para selecionar projetos colaborativos em gestão de recursos hídricos, em suporte aos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) das Nações Unidas (ONU). A chamada é lançada em conjunto com o Conselho Nacional das Fundações Estaduais de Amparo à Pesquisa (CONFAP) e a União Europeia por meio da Iniciativa Water JPI.

A chamada tem dois temas específicos: Pressão sobre ecossistemas e medidas de mitigação e Desenvolvimento de soluções acessíveis para gerenciamento de água. Estão aptos a participar além dos ICTs, instituições de Ensino Superior públicas ou privadas (sem fins lucrativos), sediadas no estado de Pernambuco. Podem submeter propostas à FACEPE pesquisadores com título de doutor, com vínculo com instituições sediadas no estado de Pernambuco.

Cada proposta deve ter um pesquisador proponente no Estado de Pernambuco e ao menos dois pesquisadores parceiros estrangeiros, cada um de um país diferente entre aqueles que participam da chamada. Atendida a composição mínima exigida, a participação de pesquisadores parceiros de outros estados brasileiros é encorajada.

No Estado de Pernambuco, a FACEPE financiará: passagem aérea, diárias e material de consumo. As propostas devem ter duração de até três anos e orçamento de no máximo € 20.000 (vinte mil euros) por proposta. O orçamento total disponível é de € 40.000 (quarenta mil euros).

A chamada está organizada em duas etapas. Na primeira, com prazo até 11 de dezembro de 2017, o coordenador da proposta deve apresentar a pré-proposta através dos procedimentos descritos na chamada internacional. Na segunda etapa, com prazo até 27 de junho de 2018, o coordenador da pré-proposta aprovada deverá submeter sua proposta completa no sistema AgilFAP da FACEPE, simultaneamente à submissão da proposta via Water JPI.

Uma reunião para pesquisadores interessados está agendada para 17 de novembro de 2017. Mais informações disponíveis em 2017 Joint Call.

FACEPE divulga resultado preliminar do PAPPE Integração 7ª Rodada

pappe-integração-fapesb-640x353Foram aprovadas 07 propostas para apoio financeiro no edital 14/2017 do Programa de Apoio à Pesquisa, Desenvolvimento e Inovação em Microempresas e Empresas de Pequeno Porte na Modalidade Subvenção Econômica – PAPPE Integração – 7ª Rodada – totalizando R$ 1,97 milhão.

PAPPE Integração - O programa visa o apoio financeiro, por subvenção econômica, para atividades de pesquisa, desenvolvimento e inovação realizados por micro e pequenas empresas, individualmente ou associadas. A chamada pública para o PAPPE tem o intuito de selecionar propostas para processos e/ou produtos inovadores em Pernambuco. ​

Clique aqui e confira o resultado

#AquiTemFacepe – Plataformas Educacionais

unnamedAs necessidades e os anseios dos alunos por novidades no ensino tem sido uma premissa para inovar nas práticas pedagógicas. Metodologias obsoletas não despertam mais a atenção dessa geração que já nasce conectada. É preciso ficar atento às constantes mudanças e meios de acesso ao conhecimento. Com interatividade e convergência de mídias, a inovação acontece e surgem novas tecnologias para o aprendizado.

Em Pernambuco, a Facepe tem apoiado diversas iniciativas na área de educação. A Escribo, por exemplo, é uma das empresas que foi beneficiada pelo edital de Apoio à Pesquisa, Desenvolvimento e Inovação em Microempresas e Empresas de Pequeno Porte na Modalidade Subvenção Econômica (Pappe Subvenção) da Fundação e recebeu um montante de R$ 400 mil, não reembolsáveis, para o desenvolvimento de plataformas educacionais utilizadas, hoje, por mais de 100 mil estudantes de escolas públicas e privadas de todo o Brasil.
A parceria rendeu o projeto intitulado de Frei.re de educação interativa, utilizado pelas escolas da educação infantil (2 a 5 anos). As professoras e as crianças utilizam jogos digitais que fortalecem a alfabetização e o desenvolvimento dos objetivos de aprendizagem das áreas de matemática, natureza e sociedade.
O impacto dos jogos da Escribo no processo de desenvolvimento da leitura e escrita das crianças está sendo avaliado através do maior estudo experimental já feito na educação infantil do Brasil. A pesquisa conta com 783 estudantes de 62 salas de aula de 17 instituições de ensino localizadas em 5 cidades da região metropolitana do Recife. A iniciativa está sendo desenvolvida por pesquisadores da universidade Johns Hopkins, referência internacional na área de educação e tecnologia.

Esse e outros projetos, apoiados pela Facepe, poderão ser conferidos de perto nesta terça-feira (14/11), na I Mostra Facepe de Inovação, realizada no hall de exposições do Parqtel, no Curado.​

#AquiTemFacepe – Parques Eólicos de Pernambuco

Quem passa pelas rodovias de Pernambuco tem se deparado, nos últimos anos, com diversas torres eólicas espalhadas nas diversas regiões do estado. Nossos ventos têm atraído investimentos de vários âmbitos para estruturar esses parques eólicos. O que pouco gente sabe é que esses equipamentos exigem uma manutenção bastante complexa.
WhatsApp Image 2017-11-10 at 14.03.59A empresa pernambucana Aeroespacial desenvolveu uma ferramenta de gestão de parques eólicos em operação. O software criado foi um dos beneficiados pelo edital do Programa de Apoio à Pesquisa, Desenvolvimento e Inovação em Microempresas e Empresas de Pequeno Porte (TECNOVA), da FACEPE,  com um aporte de R$ 500 mil para ajudar no desenvolvimento da ferramenta.
O software monitora continuamente a eficiência do desempenho de todos os aerogeradores de um Parque Eólico e avisa, em tempo real, às equipes de manutenção e operação quando ocorre qualquer falha no funcionamento, possibilitando uma rápida manutenção e evitando que os equipamentos fiquem parados por muito tempo. Garantindo, assim, que as máquinas mantenham sua eficiência na produção eólica.
Esse e outros projetos, apoiados pela FACEPE, poderão ser conferidos de perto nesta terça-feira (14/11), na I Mostra Facepe de Inovação, realizada no hall de exposições do Parqtel, no Curado

Prêmio Mercosul de Ciência e Tecnologia – Edição 2017

Premio MercosulO MCTIC informa:

Estão abertas as inscrições para o Prêmio Mercosul de Ciência e Tecnologia – Edição 2017 até 2 de março de 2018.

  • Tema: Tecnologias para a Economia do Conhecimento.
  • Premiação: US$ 25.500 + Troféus + Placas + Passagens e diárias para o agraciado participar da cerimônia de premiação.

Maiores informações em www.premiomercosul.cnpq.br ou pelo e-mail: pmercosul@cnpq.br.

Está aberta chamada WATER JPI 2017 JOINT CALL

water international cooperationEstá aberta a chamada conjunta Water JPI 2017 Joint Call.a chamada conjunta Water JPI 2017 Joint Call. Seu objetivo é promover pesquisas transnacionais e colaborativas para projetos de desenvolvimento e inovação focados na gestão da água, em relação aos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) das Nações Unidas (ONU). No total, 12 agências de fomento em 12 países integram a iniciativa. No Brasil, será representada pelo Conselho Nacional das Fundações Estaduais de Amparo à Pesquisa(Confaps), por meio das FAPs participantes.

Em Pernambuco, a FACEPE irá financiar até 40,000 (quarenta mil) euros, para propostas de pesquisadores vinculados a Instituições de Ciência e Tecnologia (ICTs) sediadas em Pernambuco. As diretrizes específicas para candidatos do Estado de Pernambuco estão sendo elaboradas e serão divulgadas em breve no site da FACEPE.

A chamada tem dois temas específicos: Pressão sobre ecossistemas e medidas de mitigação e Desenvolvimento de soluções acessíveis para gerenciamento de água. Estão aptos a participar além dos ICTs, instituições de Ensino Superior públicas ou privadas (sem fins lucrativos), sediadas nos Estados das FAPs participantes. O público elegível é de Doutorado ou equivalente, com vínculo com instituições sediadas nos Estados das FAPs participantes / Produção científica ou tecnológica.

Calendário:

  • Submissão das pré-propostas: até 11/12/2017
  • Submissão das propostas completas: até 27/06/2018

No dia 17/11/2017, os organizadores promoverão um webinar para responder às perguntas dos interessados sobre a Chamada e o processo de submissão.

Informações sobre o webinar,  chamada e documentos gerais podem ser encontrados aqui.