FACEPE Prorroga prazo de avaliação das ideias do CENTELHA/PE

Logotipos_Centelha_Estaduais-PE

A Fundação de Amparo à Ciência e Tecnologia do Estado de Pernambuco (FACEPE), vinculada à Secretaria de Ciência, Tecnologia e Inovação (SECTI), informa que o prazo de avaliação das ideias do edital 08/2019 – Programa Nacional de Apoio à Geração de Empreendimentos Inovadores – CENTELHA/PE, foi prorrogado por mais 10 dias.

O Programa CENTELHA/PE visa estimular a criação de empreendimentos inovadores, a partir da geração de novas ideias, e disseminar a cultura do empreendedorismo inovador em todo território nacional, incentivando a mobilização e a articulação institucional dos atores nos ecossistemas locais, estaduais e regionais de inovação do país.

As avaliações das ideias irão até 17/10/2019, no endereço eletrônico www.programacentelha.com.br, no qual é possível obter mais informações sobre o programa e seu edital detalhado.

Novo cronograma clique aqui.

 

FACEPE divulga o Resultado da 1ª rodada com os aprovados na Chamada FACEPE 07/2019 ERC 2019

ERC

Foram aprovadas 3 (três) propostas para o Edital FACEPE 07/2019 ERC 2019, com valor total a ser financiado pela FACEPE de R$ 47.700,00 (quarenta e sete mil e setecentos reais).

Este Edital FACEPE pertence à Chamada Pública (Chamada 2019 ERC-CONFAP-CNPq) lançada pelo Confap, no conjunto de suas Fundações, e o CNPq para pesquisadores doutores vinculados a instituições de pesquisa brasileiras integrarem equipes de Pesquisadores Principais com projetos financiados pelo Conselho Europeu de Pesquisa (European Research Council – ERC). A Chamada foi lançada por meio do Acordo (Implementing Arrangement) assinado entre a Comissão Europeia e o Confap, em 2016, e inclui o CNPq por meio do Arranjo Administrativo (Administrative Arrangement) assinado entre as instituições, em maio de 2018. A Chamada 2019 ERC-CONFAP-CNPq aprovou, até o momento, 30 propostas de pesquisadores que integrarão grupos de pesquisa na fronteira do conhecimento de 11 países da União Europeia.

Os aprovados vão participar de grupos de pesquisa dos seguintes países: Alemanha, Bélgica, Dinamarca, Espanha, França, Holanda, Irlanda, Itália, Reino Unido, República Tcheca e Suíça.

Os projetos aprovados terão início a partir deste semestre ou do próximo ano. As visitas poderão ser realizadas em um período contínuo ou divididas em visitas curtas. A FACEPE irá apoiar apenas com passagens aéreas. Os pesquisadores brasileiros aprovados na chamada continuarão a receber seus salários ou bolsas de acordo com os termos e condições de suas Instituições.

Acesse aqui o resultado geral (CONFAP) da primeira rodada: http://confap.org.br/pt/editais/download/112

Acesse aqui o resultado para o Edital FACEPE

 

Alexandre Stamford debate Incentivos para a Inovação na FACEPE

2019_10_04-Palestras_Inovação_Facepe (03)

 

Dando sequência ao ciclo de seminários de inovação da Facepe, o diretor de inovação da Secti, Alexandre Stamford, palestrou hoje pela manhã (04/10) para os funcionários da fundação. Com o tema Incentivos para a Inovação e Novo Marco Legal de CT&I, Stamford explanou sobre as possibilidades da nova legislação para o incentivo ao financiamento de pesquisas.

O novo marco legal de ciência, tecnologia e inovação altera regras importantes favorecendo a criação de um ambiente de inovação mais dinâmico no Brasil.

“Conhecer o novo marco legal permite aos pequenos negócios tirarem maior proveito das grandes oportunidades trazidas por ele para o mercado e o sistema de inovação como um todo”, exemplificou.

O Seminário sobre autoavaliação da pós-graduação na CAPES contou com a participação de quase todos os PPGs de PE

Capes - Autoavaliação PPGsO evento ocorrido na manhã do dia 02 de outubro, no auditório do CCEN da UFPE teve participação maciça dos coordenadores dos PPGs das IES de PE. Com o auditório lotado, a profa. Sônia Nair Báo, Diretora de Avaliação da Capes, apresentou sua palestra mostrando a importância da conscientização dos PPGs para o crescimento da pesquisa e capacitação dos profissionais, formação de mestres e doutores.

A avaliação da Capes é acreditada além das fronteiras do país. Mas necessário repensar a metodologia da avaliação para as pós-graduações após críticas recebidas da Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico – OCDE considerando o impacto da pós-graduação na sociedade.

Os cursos profissionais devem estar cônscios de seu perfil e responsabilidade de seu papel na formação de seus discentes e necessidade de capacitação diferenciada dos cursos acadêmicos.

Necessário o protagonismo das instituições, no próximo Avaliação das Propostas de Cursos Novos (APCN) os coordenadores tem espaço para apresentar seus diferenciais que será usado na avaliação dos PPGs. Todos devem fazer parte desse processo com corresponsabilidade apresentando propostas de qualidade.

Segundo o prof. Bob Verhine, coordenador do GT sobre autoavaliação da Capes, a proposta de autoavaliação dos PPGs não é recente. A avaliação  externa realizada atualmente é precária pois se foca basicamente nos resultados, os processos também devem ser considerados e valorar a formação humana além das produções intelectuais.

Os Programas de Pós-Graduação devem se basear nos procedimentos internos e utilizar as informações das fichas de autoavaliação ao longo do tempo de forma sistemática. Devem pensar constantemente sobre seus processos e procedimentos para seus aprimoramentos e crescimento contínuo.

O mais importante do processo é o seu início. Ao começar os próprios PPGs sentirão a necessidade de aprimoramento constante. Para as autoavaliações é necessário que se considere também o sucesso dos alunos, o sucesso dos professores e dos técnicos e também o sucesso do programa de uma forma global.

Apresentações:

WhatsApp Image 2019-10-02 at 12.12.27 (2)WhatsApp Image 2019-10-02 at 12.12.27 (1)

Começou hoje o Seminário do PAPPE Integração – 5ª, 6ª, 7ª e 8ª Rodadas

O Seminário de Avaliação PARCIAL/FINAL dos editais 15/2015, 08/2016, 14/2017 e 05/2018 PAPPE Integração referente às 5ª, 6ª, 7ª e 8ª Rodadas começou hoje.

O programa de Apoio à Pesquisa, Desenvolvimento e Inovação em Microempresas e Empresas de Pequeno Porte na Modalidade Subvenção Econômica – PAPPE Integração, tem o objetivo de apoiar atividades de pesquisa e desenvolvimento de processos e/ou produtos inovadores, mediante a seleção de propostas para apoio financeiro na modalidade de Subvenção Econômica à Inovação, visando o aumento da competitividade das microempresas e empresas de pequeno porte de Pernambuco, especialmente em temas e setores prioritários para o estado.

Este seminário tem a finalidade de avaliar os projetos aprovados, serão apresentadas as atividades desenvolvidas e resultados alcançados em 30 projetos apoiados no PAPPE Integração – 5ª, 6ª, 7ª e 8ª Rodadas.

Acesse aqui o Cronograma Seminário PAPPE 2019

WhatsApp Image 2019-10-01 at 10.27.41

WhatsApp Image 2019-10-01 at 10.27.41 (1)

WhatsApp Image 2019-10-01 at 16.09.08 (3)

WhatsApp Image 2019-10-01 at 16.09.08 (2)

WhatsApp Image 2019-10-01 at 16.09.08 (1)

WhatsApp Image 2019-10-01 at 16.09.08

Programa Sistema Nacional de Laboratórios em Nanotecnologias – SisNANO 2.0 – do CNPq, submissão das propostas até o dia 11 de outubro/2019

SISNANO 2.0

Chamada CNPq/MCTIC Nº 18/2019 -Programa Sistema Nacional de Laboratórios em Nanotecnologias – SisNANO 2.0

A presente Chamada tem por objetivo selecionar os laboratórios que irão integrar a segunda fase do Programa Sistema Nacional de Laboratórios em Nanotecnologias (SisNANO), instituído pela Portaria MCTI N° 245 de 5 de abril de 2012, que foi alterada pela Portaria MCTIC N° 2.376, de 16 de maio de 2019, e sua regulamentação pela Instrução Normativa MCTIC N° 11, de 02 de agosto de 2019. O Programa SisNANO tem como característica principal a disponibilização de infraestrutura laboratorial multiusuária e de acesso aberto a usuários públicos e privados para pesquisa, desenvolvimento e inovação (PD&I) em nanotecnologias, mediante submissão de projetos ou requisição de serviços.
  • Anexo I – Formulário para Apresentação de Proposta : :link
  • Anexo II – Carta de Concordância: :link

Inscrições:

  • 27/08/2019 a 11/10/2019
SisNANO:
O SisNANO, um dos eixos estratégicos da Iniciativa Brasileira de Nanotecnologia (IBN), é formado por um conjunto de laboratórios direcionados à pesquisa, ao desenvolvimento e à inovação (PD&I) em nanociências e nanotecnologias, tendo como característica essencial o caráter multiusuário e de acesso aberto a instituições públicas e privadas, mediante submissão de propostas de projetos de PD&I ou de requisição de serviços.
O SisNANO foi instituído pela Portaria MCTI N° 245, de 5 de abril de 2012, que foi alterada pela Portaria MCTIC N° 2.376, de 16 de maio de 2019, e é atualmente regulamentado pela Instrução Normativa N° 11, de 2 de agosto de 2019.

Serão selecionados laboratórios nas categorias “Laboratórios Estratégicos”, que são vinculados diretamente ao Governo Federal, e “Laboratórios Associados”, vinculados a Universidades ou Institutos de PD&I, públicos ou privados, sem fins lucrativos.  Além destas duas categorias, uma das novidades dessa Chamada é a inclusão de uma terceira categoria de laboratórios, nomeada “Parceiros Estratégicos”, da qual poderão se inscrever laboratórios ou Institutos privados, com ou sem fins lucrativos. Todos os laboratórios integrantes do SisNANO devem disponibilizar parte do tempo de uso da sua estrutura laboratorial, de seus equipamentos e de sua expertise a usuários externos, tanto públicos quanto privados. O percentual mínimo do tempo disponibilizado depende de qual categoria o laboratório está enquadrado: Laboratórios Estratégicos, 50% do tempo; Laboratórios Associados, 20%; e Parceiros Estratégicos, 10%.

A Chamada Pública está disponível no site do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq). As propostas poderão ser submetidas até 11 de outubro e o resultado final está previsto para 18 de dezembro.

Essa iniciativa é uma ação conjunta entre MCTIC, CNPq, CAPES, CONFAP e FAPs.

Acesse aqui a Chamada CNPq-MCTIC SisNANO 2019.