Presidente da Facepe vai representar Confap em reunião sobre derramamento de óleo

O presidente da Facepe, Fernando Jucá, vai ser o representante da Conselho Nacional das Fundações Estaduais de Amparo à Ciência (Confap) na reunião sobre o derramamento de petróleo que vai acontecer no próximo dia 12 de dezembro, a bordo de um navio oceanográfico da Marinha. O anúncio foi feito hoje (6) durante a programação do Fórum da Confap. O evento aconteceu na Universidade Federal de Ciências da Saúde de Porto Alegre.

O presidente da Confap e Fernando Jucá

O presidente da Confap e Fernando Jucá

O presidente da Fapesp, Carlos Américo, e o da Facepe, Fernando Jucá.

O presidente da Fapesp, Carlos Américo, e o da Facepe, Fernando Jucá.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

A reunião tem como objetivo discutir oportunidades de parcerias nas áreas de inovação e pesquisa nacionais e internacionais entre as FAPs e outras instituições científicas. Além disso, o evento tem como pauta debater estratégias para superar dificuldades financeiras que vem enfrentado a pesquisa científica no Brasil, em especial no âmbito da pós-graduação.

A pauta da viagem do presidente ainda incluiu a assinatura do edital conjunto com a Fapesp, também sobre as mitigações da contaminação no litoral do Nordeste. Jucá esteve reunido com o presidente da FAP paulista, Carlos Americo Pacheco.

e1f65a38-f838-44e9-aa22-1ac5a711e265

Comunidade científica e autoridades prestigiam solenidade que abriu as comemorações dos 30 anos da FACEPE

A abertura das comemorações dos 30 anos da Fundação de Amparo à Ciência e Tecnologia de Pernambuco (FACEPE) foi marcada por uma programação prestigiada por autoridades e representantes da comunidade científica. Marcaram presença a vice-governadora do Estado, Luciana Santos; os secretários de Ciência, Tecnologia e Inovação, Aluísio Lessa, e de Meio Ambiente e Sustentabilidade, José Antônio Bertotti Júnior; e o representante da Financiadora de Estudos e Projetos (Finep), Richard Affonso Corrêa. Além dos colaboradores, a solenidade contou com a participação de ex-gestores da instituição.

Na ocasião, foi lançado o Edital Tecnova 2. Com um total de R$ 2.792.000,00 de investimentos, o edital é direcionado a micro, pequenas e empresas de porte médio com faturamento anual de até R$ 16 milhões. A Finep vai destinar dois milhões de reais em subvenção econômica enquanto a FACEPE vai investir R$ 792 mil por meio de concessão de bolsas. Ainda durante o evento, que aconteceu no sede da Fundação, na Rua Benfica, no bairro da Madalena, foi apresentada a primeira edição da revista Inovação & Desenvolvimento.

A nova publicação institucional traz um recorte dos fatos que marcaram a história da Fundação, que é a primeira agência de fomento à pesquisa do Norte e Nordeste. A cada semestre, a revista vai se aprofundar em um tema específico. A segunda edição, prevista para maio de 2020, vai trazer um especial sobre os parques tecnológicos de Pernambuco.  O público presente também acompanhou o lançamento de um selo comemorativo pelos 30 anos da FACEPE.

Um dos responsáveis pelo processo atual de valorização da instituição, o secretário Aluísio Lessa destacou o impacto positivo das iniciativas da FACEPE. “Aqui, foram desenvolvidas soluções pioneiras para o Brasil, como o combate às arboviroses. Recentemente, diante do desastre ambiental do óleo que assola as praias do Nordeste, a instituição entrou em ação para minimizar os danos ao meio ambiente e à população. São 30 anos de muitas vitórias e avanços científicos”, comentou.

2019_12_03-Cerimonia_30_Anos_Facepe (63)Um dos convidados foi o primeiro diretor científico da Fundação no início dos anos 90 Sérgio Rezende. “Eu fico emocionado em ver o quadro de Sebastião Simões, um dos precursores da ideia de Miguel Arraes de colocar a ciência no cotidiano do povo com a FACEPE e Secretaria de Ciência e Tecnologia de Pernambuco. Ao longo desses 30 anos, a instituição beneficiou a população e se notabilizou por suas ações de fomento à ciência e tecnologia”, declarou ele que é ex-ministro da Ciência e Tecnologia.

Já o presidente da FACEPE, Fernando Jucá, disse estar ciente de manter o legado dos antecessores e chamou a atenção para  a missão da instituição que é o de promover o progresso social por meio da pesquisa e desenvolvimento científico: “É uma alegria muito grande dar continuidade ao trabalho tão bem feito pelos meus antecessores. A FACEPE está de portas abertas para a sociedade, visando gerar desenvolvimento econômico e social de todo o investimento aplicado em ciência e tecnologia”, afirmou.
Finalizando os pronunciamentos,  a vice-governadora Luciana Santos ressaltou o quanto a democracia é importante para a área de Ciência, Tecnologia e Inovação. “A democracia é necessária para a ciência. Ela se afirma mais como uma necessidade histórica quando se tem os bens da democracia. E a FACEPE é a demonstração cabal disso. Ela só existiu a partir do momento de redemocratização do país, quando Miguel Arraes decidiu fundá-la”, concluiu.

Equipe FACEPE - alguns membros

Equipe FACEPE – alguns membros

Facepe celebra 30 anos de existência lançando revista e programação comemorativa para 2020

logo 30 anos (1)A Fundação de Amparo à Ciência e Tecnologia do Estado de Pernambuco celebra 30 anos com uma série de ações e eventos comemorativos. E uma dessas ações é o lançamento da Revista Inovação & Desenvolvimento, publicação online de linguagem acessível com dados, avanços, descobertas e soluções conquistadas a partir de pesquisas apoiadas pela FACEPE.

A solenidade de lançamento vai acontecer nesta terça-feira (3), às 15h, na sede da instituição, localizada na Rua Benfica, Nº150, no bairro da Madalena. A vice-governadora de Pernambuco, Luciana Santos, confirmou presença.

A primeira edição traz um recorte dos fatos que marcaram a história da instituição que é a primeira agência de fomento à pesquisa do Norte e Nordeste. A cada semestre, a revista vai se aprofundar em um tema específico. A segunda edição, prevista para maio de 2020, vai trazer um especial sobre os parques tecnológicos de Pernambuco.

Além do lançamento da revista, o evento vai contar com a apresentação de um selo comemorativo elaborado pelos Correios que marca os 30 anos da FACEPE. A instituição planeja uma série de outras atividades ao longo de 2020. Em março, uma exposição itinerante com informações sobre os 30 anos será inaugurada na Assembleia Legislativa. A previsão é de que a mostra percorra as principais universidades do estado.

Em julho, a FACEPE vai promover mais uma edição do seu Congresso do Programa Institucional de Bolsas de Iniciação Científica (Pibic). A programação também vai contar com a realização de um simpósio com a participação de representantes de outras Fundações de Amparo à Pesquisa (FAPs). A última ação está programada para outubro quando haverá o lançamento de um livro contando a história da Fundação.

capa - Revista Facepe-05 (1)

Facepe celebra 10 anos de apoio a projetos tecnológicos

Fundação de Amparo à Ciência e Tecnologia de Pernambuco reuniu em evento empresas pernambucanas que contaram com apoio para desenvolver produtos e processos inovadores

Abraham Sicsu, presidente da Facepe, fez um balanço dos programas de incentivo do órgão / Foto: Divulgação/Ailton Pedroza
Abraham Sicsu, presidente da Facepe, fez um balanço dos programas de incentivo do órgão
Foto: Divulgação/Ailton Pedroza
Da editoria de Economia

Um sistema de microfones de segurança que podem ajudar a identificar, através do som, que tipo de arma foi utilizado em determinado crime. Aplicativo para criação de aulas digitais personalizadas para crianças da alfabetização. Ou treinamentos à distância em ambiente virtual de técnicos e operários. Estes são alguns projetos que se tornaram empresas de sucesso nos últimos 10 anos, com o apoio da Fundação de Amparo à Ciência e Tecnologia de Pernambuco (FACEPE), órgão ligado a Secretaria estadual de Ciência, Tecnologia e Inovação.

Para celebrar uma década de incentivo às empresas pernambucanas de base tecnológica, a FACEPE realizou nesta terça-feira (14) a Mostra de Inovação, no Parqtel (Parque Tecnológico de Eletroeletrônicos e Tecnologia Associadas), no Recife.

Este conteúdo foi produzido pelo Sistema Jornal do Commercio de Comunicação. Para compartilhar, use o link  http://jconline.ne10.uol.com.br/canal/economia/pernambuco/noticia/2017/11/14/facepe-celebra-10-anos-de-apoio-a-projetos-tecnologicos–315879.php

 

facepe

Evento marca a trajetória de fomento da Fundação à inovação nas empresas pernambucanas com exposição de produtos e processos inovadores já desenvolvidos

A Fundação de Amparo à Ciência e Tecnologia do Estado de Pernambuco (FACEPE) e a Secretaria de Ciência, Tecnologia e Inovação de Pernambuco (Secti) realizaram, nesta terça-feira (14/11), a Mostra de Inovação. Marcando o período de dez anos de fomento da FACEPE à inovação nas empresas pernambucanas, o evento conta com a exposição de cerca de 35 produtos, protótipos e processos inovadores contemplados pelos editais da Fundação. Desde 2007, quando a Diretoria de Inovação foi criada, 177 projetos foram apoiados, somando um investimento aproximado de R$ 55 milhões (recursos da FACEPE e de parceiros). A Mostra está acontecendo durante todo o dia, no Parqtel, no Curado.

A expectativa, além de realizar uma prestação de contas do investimento público, é permitir aos participantes a divulgação de seus resultados, como avanço na fronteira tecnológica, geração de valor, negócios, emprego e renda com os produtos apoiados pela FACEPE. “Além de gerar interação entre empresas, institutos de pesquisa e Governo, a apresentação de resultados estimula a pesquisa e o desenvolvimento de novas parcerias, tecnologias e inovações”, destaca a secretária de CT&I, Lúcia Melo.

Como política pública, o Governo de Pernambuco estimula a pesquisa e o processo de inovação tecnológica nas empresas, a partir de linhas de financiamento e concessão de subvenção econômica oferecidas pela FACEPE. “A intenção foi criar um espaço favorável ao compartilhamento de ideias e experiências, ampliação de networking, além de possibilitar um feedback entre as equipes de pesquisa e profissionais da área”, ressalta Abraham Sicsu, presidente da FACEPE.

Cases - Alguns dos resultados desses investimentos podem ser vistos no dia-dia da população. A empresa pernambucana Aeroespacial, por exemplo, desenvolveu uma ferramenta de gestão para os parques eólicos em operação no estado. O software desenvolvido foi um dos beneficiados pelo Tecnova, com um aporte de R$ 500 mil para ajudar no desenvolvimento da ferramenta. O software monitora continuamente a eficiência do desempenho de todos os aerogeradores de um Parque Eólico e avisa, em tempo real, as equipes de manutenção e operação quando ocorre qualquer falha no funcionamento, possibilitando uma rápida manutenção e evitando que os equipamentos fiquem parados por muito tempo.

Na área de educação podemos destacar a Escribo, empresa pernambucana que desenvolve inovações para fortalecer o aprendizado. Ela foi beneficiada com recursos de R$860 mil para o desenvolvimento de plataformas educacionais, utilizadas hoje por mais de 100 mil estudantes de escolas públicas e privadas de todo o Brasil. A parceria rendeu o projeto Frei.re de educação interativa, utilizado pelas escolas da educação infantil (2 a 5 anos). Os educadores e as crianças usam jogos digitais que fortalecem a alfabetização e o desenvolvimento dos objetivos de aprendizagem das áreas de matemática, natureza e sociedade.

Outro projeto que chama atenção está no setor de segurança. Uma empresa local está desenvolvendo um projeto de Microfone Inteligente Conectado (MIC), com o incentivo de R$ 300 mil da FACEPE. A intenção é que o microfone seja capaz de detectar automaticamente uma infinidade de sons, processe o som captado e detecte eventos relevantes, como disparos de arma de fogo, tentativas de arrombamento, quebra de vidro e gritos. E, sem auxílio de um computador, transmita o alarme e o áudio captado para sistemas de monitoramento, além de enviar alertas por SMS ou e-mail. O equipamento já está sendo testado por alguns bancos privados na Região Metropolitana e, em breve, deverá ser comercializado.

 

FACEPE entrega Prêmio Ricardo Ferreira ao Mérito Científico 2017

2017_10_25-Entrega_Premio_Ricardo_Ferreira-web (18)A Fundação de Amparo à Ciência e Tecnologia do Estado de Pernambuco – FACEPE – entregou na tarde desta quarta-feira (25), o prêmio Ricardo Ferreira ao Mérito Científico para a pesquisadora Josefa Salete Barbosa Cavalcanti em cerimônia realizada no Salão Nobre da instituição. A solenidade contou com a presença da Secretária de Ciência, Tecnologia e Inovação do Estado de Pernambuco, Lúcia Melo, o presidente da Fundação, Abraham Sicsú, o Diretor Científico, Paulo Cunha, além de outras autoridades.

2017_10_25-Entrega_Premio_Ricardo_Ferreira-web (19)Lúcia Melo parabenizou a FACEPE pela iniciativa, como também a pesquisadora Josefa Cavalcanti pelo prêmio, e defendeu que este é um incentivo imenso para pesquisadores e cientistas de todo Nordeste.

2017_10_25-Entrega_Premio_Ricardo_Ferreira-web (02)O presidente da FACEPE, Abraham Sicsú, abriu a solenidade com o salão lotado e agradeceu a todos os presentes. O diploma e a medalha foram entregues pelas representantes do Comitê de Busca e da comunidade científica pernambucana, profas. Profas. Maria do Socorro Ferraz Barbosa e Silke Weber à Profa. Josefa Salete Barbosa Cavalcanti.
2017_10_25-Entrega_Premio_Ricardo_Ferreira-web (09)

Ela agradeceu o reconhecimento e disse que era uma alegria vê tanta manifestação de carinho e afeto. Durante o seu discurso, Josefa fez uma explanação da sua vida acadêmica e lembrou o tempo em que deu início ao estudo da ruralidade no mundo moderno, em 1963. A eleição da premiada foi realizada na 2ª Reunião Ordinária de 2017 do Conselho Superior da FACEPE, em 6 de junho deste ano, e a área agraciada foi a de Ciências Humanas, Letras e Sociais.

2017_10_25-Entrega_Premio_Ricardo_Ferreira-web (15)“Fui amiga, aluna e orientada de Ricardo Ferreira. Mas o que mais me chamava atenção nele era sua característica humanista. Ricardo descobriu a química moderna, quando ninguém sabia do que se tratava”, disse Lúcia Melo, ao destacar que a pós-graduação pernambucana está viva e é o celeiro principal da formação humana. “Esse momento é importante para reafirmar a importância da FACEPE para Pernambuco que, atualmente, é um exemplo de instituição de pesquisa”, destacou ela, ao finalizar dizendo que a instituição de fomento à pesquisa e a SECTI seguem trabalhando pelo futuro de Pernambuco.

Prêmio Ricardo Ferreira ao Mérito Científico: Criado em 2014, constitui-se como reconhecimento público e estímulo a um cientista brasileiro ou estrangeiro com permanência mínima de 10 anos em Pernambuco que tenha se destacado pela realização de contribuição científica ou tecnológica de extraordinário valor para o progresso da sua área do conhecimento. Em 2017, concedido para a área de “Ciências Humana, Letras e Sociais Aplicadas”.

2017_10_25-Entrega_Premio_Ricardo_Ferreira-web (12)Josefa Salete Barbosa Cavalcanti - A homenageada de 2017 é professora titular do Departamento de Sociologia do Centro de Filosofia e Ciências Humanas da Universidade Federal de Pernambuco e dos Programas de Pós-Graduação em Sociologia e em Antropologia da UFPE e pesquisadora 1-C do CNPq. Tem doutorado em Sociologia pela Manchester University e mestrado em Antropologia Social pela  UFRJ, com pós-doutorado na University of Wisconsin/Madison e na Cardiff University.

Coordenadora e membro do comitê assessor do CNPq(2011-2014); foi membro da comissão de avaliação de cursos de pós-graduação da área de Sociologia da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior. Ex-Secretária geral da Sociedade Brasileira de Sociologia (2005-2007). Ex-Vice-Presidente da Associação Latino-Americana de Sociologia Rural. Áreas de atuação: Antropologia e Sociologia, com ênfase em Sociologia Rural e Antropologia Rural. Principais temas: globalização da agricultura e dos alimentos; desenvolvimento rural, sociedades camponesas; desigualdades sociais; trabalhadores migrantes, trabalho e gênero.

Publicou 23 artigos, 27 trabalhos em anais, 61 resumos, 12 livros e 55 capítulos de livros. A profa. Josefa foi agraciada recentemente com o Prêmio Florestan Fernandes 2017 concedido pela Sociedade Brasileira de Sociologia (SBS).

2017_10_25-Entrega_Premio_Ricardo_Ferreira-web (01)

Seminário Pós-Doc 2017 FACEPE

Seminário Pós-DocO Seminário Pós-Doc 2017 acontecerá das 08:30 às 17:00h entre os dias 28 de agosto a 1º de setembro/2017 na sede da FACEPE.

Noventa e um bolsistas e ex-bolsistas de programas de pós-doutorado da FACEPE (BFP, DCR e PNPD) estão sendo convocados para se apresentarem. São pesquisadores com mais de seis meses de bolsa vigente ou que tenham sido cancelados ou encerrados a partir de agosto de 2016.

Cada apresentação disporá de 30 minutos no total (20 para sua apresentação e 10 para arguição). Os supervisores estão convidados a assistir ao evento, assim como os demais bolsistas pós-doc da FACEPE. O relatório, fruto desse seminário, será encaminhado para as agências de fomento parceiras Capes e CNPq para avaliação dos programas no estado de Pernambuco.

Veja aqui a programação.

FACEPE lança chamada Edital de Auxílio Mobilidade para a Itália

italia3A FACEPE, junto com o Conselho Nacional das Fundações Estaduais de Amparo à Pesquisa (CONFAP) e a Universidade de Bolonha, representando a rede de Universidades Italianas, lança a Chamada Pública para mobilidade de pesquisadores de instituições brasileiras na Itália (Mobility Confap Italy – MCI).

A Chamada tem o objetivo de oferecer suporte a candidatos interessados em trabalhar com pesquisa científica, tecnológica e de inovação nas instituições italianas. É destinada a pesquisadores doutores e estudantes de Mestrado e Doutorado vinculados a universidades e instituições de pesquisa em Pernambuco, cuja bolsa será mantida durante o período de mobilidade. Os itens financiáveis pela Facepe incluem até 10 diárias de R$ 600,00 cada (http://www.facepe.br/fomento/valores-vigentes/) e passagem de ida e volta para a Itália em classe econômica, totalizando o valor máximo de R$ 22.000,00 por proposta.

As instituições italianas disponíveis para mobilidade podem ser consultadas no site do MCI (http://www.mci.unibo.it/en/brazilian-candidates/academic-opportunities) e os proponentes deverão ter um supervisor associado a uma das universidades italianas que participam do acordo. O suporte oferecido é exclusivo para o período de pesquisa na Itália. Nenhuma taxa de mensalidade será cobrada dos candidatos apoiados pela Chamada. Em caso de mobilidade que envolva projetos com potencial comercial, industrial ou que envolva propriedade intelectual, as instituições de pesquisa envolvidas deverão assinar cooperação específica para a realização da parceria, de acordo com a legislação de cada país e as convenções internacionais.

Os critérios avaliados em cada proposta estão descritos na Chamada.

Os candidatos interessados devem submeter o formulário online de inscrição até o dia 08 de agosto de 2017, em ambos sites: http://sigconfap.ledes.net e o sistema Agilfap da FACEPE:

  • Acessar o AgilFAP com seu login e senha (http://agil.facepe.br/);
  • Escolher, na aba Formulários, o item “Bolsas e Auxílios”;
  • Indicar, na aba Auxílios, a modalidade “APQ – Projeto de Pesquisa”;
  • Selecionar, em Natureza da solicitação, a opção “Editais” e, em Editais vigentes, a opção “Edital 11/2017 – Mobilidade para a Itália”.

Veja a Chamada Pública.

Jornada PIBIC da FACEPE começou

jornada aberturaA Jornada PIBIC 2017 da FACEPE  começou com bastante entusiasmo. A palestra de abertura da Profa. Maria do Socorro Ferraz Barbosa – UFPE sobre o tema “1817 – A subversão da ordem monárquica. Contos loucos e fantásticas carrancas” foi extramente envolvente, elucidativa e suscitou diversas perguntas participativas do público.

A ausência do segundo palestrante, Prof. José Luiz Mota Menezes – UFPE, que apresentaria a palestra ”O Espaço da Revolução”  foi sentida por todos os presentes pois suas palavras, certamente, enriqueceriam a  temática com seus dados geoestratégicos.

Dos 428 projetos de IC habilitados a mostrar seus resultados 374 alunos participarão da Jornada 2017.
Outros dados interessantes:
  • 13 instituições participantes: Ass. Caruaruense de Ensino Superior, CETENE, IAM, CRCN, EMBRAPA, HEMOPE, IFPE, IMIP, UFPE, UFRPE, UNICAP, UNIVASF, UPE
  • 19 campi: 09 na RMR e 10 no interior
  • 163 solicitações de renovações de bolsa

Obs.: cerca de 11,3% dos ex-bolsistas PIBIC/FACEPE continuam o mestrado com bolsas da Fundação (e 6,4% no caso do doutorado).

Abertas as inscrições para o Edital Fundo Newton – Researcher Links 2017

Estão abertas as inscrições para a chamada 2017/2018 do programa Researcher Links com a utilização de recursos do Newton Fund no Brasil. Os coordenadores de propostas em Pernambuco devem submeter suas propostas à FACEPE até às dez horas (10:00 am) horário de Brasília do dia 13 de junho de 2017, através do Sistema AgilFAP:

  • Acessar o AgilFAP com seu login e senha; 
  • Escolher, na aba Formulários, o item “Bolsas e Auxílios”;
  • Indicar, na aba Auxílios, a modalidade “APQ – Projeto de Pesquisa”; 
  • Selecionar, em Natureza da solicitação, a opção “Edital” e, em Editais vigentes, a opção “Edital 03/2016 – Fundo Newton”. No preenchimento do formulário, marcar como tema: “Researcher Links 2017″.

O programa Researcher Links tem como objetivo apoiar a realização de workshops científicos que sirvam como plataformas para a colaboração entre cientistas brasileiros e britânicos. Estes workshops são coordenados por pesquisadores seniores de reconhecida competência nos seus campos de atividades. Os dois coordenadores (um pesquisador britânico e um brasileiro) poderão identificar quatro outros pesquisadores líderes, dois de cada país, para participar como mentores, e os demais participantes deverão ser pesquisadores em início de carreira de ambos os países (entre 12 a 17 de cada país).

Os workshops deverão ser em inglês e com duração entre 3 a 5 dias.

Maiores informações disponíveis em: https://www.britishcouncil.org.br/newton-fund/chamadas/researcher-links-confap-2017-2018