Prorrogado período de Submissões da Fase II do Centelha PE

A Fundação de Amparo à Ciência e Tecnologia do Estado de Pernambuco (FACEPE), vinculada à Secretaria de Ciência, Tecnologia e Inovação (SECTI), informa que o prazo de submissões dos projetos de empreendimento na Fase II para o edital 28/2021 – Programa Nacional de Apoio à Geração de Empreendimentos Inovadores – CENTELHA/PE 2, foi prorrogado por sete dias, ficando a nova data limite para esta atividade o dia 02/05/2022 às 18:00 horas, e a divulgação do resultado preliminar para o dia 24/05/2022.

 Para acessar o novo cronograma do Edital clique aqui.

Lançado o edital da 26ª Jornada PIBIC FACEPE com o tema: “Bicentenário da Independência: os novos paradigmas do Brasil”

Jornada PIBIC

A FACEPE lança o edital da Jornada PIBIC 2022 com o tema “Bicentenário da Independência: os novos paradigmas do Brasil” e convida os docentes e discentes para participarem da 26ª Jornada de Iniciação Científica. No evento os estudantes com bolsa do Programa Institucional de Bolsas de Iniciação Científica (PIBIC) deverão apresentar trabalhos científicos referentes às pesquisas desenvolvidas.

A Jornada ocorrerá de 06 a 10 de junho de 2022, das 08h00 às 18h00, em salas virtuais da plataforma Google Meet.

Serão concedidos 02 (dois) Prêmios para cada uma das áreas de conhecimento listadas abaixo:
  • Ciências Agrárias;
  • Ciências Biológicas;
  • Ciências da Saúde;
  • Ciências Exatas;
  • Ciências Humanas e Sociais Aplicadas
  • Engenharias
A submissão de resumos para participação na Jornada de Iniciação Científica da FACEPE ocorrerá entre 1º/04 e 15/05/2022. O envio dos resumos dos trabalhos a serem apresentados devem ser realizados pelo orientador e/ou procurador devidamente autorizados portando sua senha eletrônica, com a qual o solicitante deverá acessar o Sistema AgilFAP (http://agil.facepe.br).

“Tantos Brasis, tantas independências”: seminário que marca as comemorações do Bicentenário da Independência

WhatsApp Image 2022-03-24 at 16.36.56

 

SEMINÁRIO INTERNACIONAL “TANTOS BRASIS, TANTAS INDEPENDÊNCIAS: OS DIVERSOS SENTIDOS DA EMANCIPAÇÃO POLÍTICA BRASILEIRA”

 CAIS DO SERTÃO – RECIFE, 29 a 31 de março de 2022

O Seminário reúne 38 pesquisadores e docentes de 22 universidades do Brasil, Portugal e Inglaterra, que se dedicam ao estudo do processo de independência a partir de diversas perspectivas metodológicas e teóricas, lançando luz sobre os diversos atores e dinâmicas envolvidos na trama histórica. Ao longo de 3 dias, os especialistas vão expor suas pesquisas e reflexões em 5 conferências e 11 mesas-redondas. A ação conta com o apoio integral da FACEPE.

A justificativa para a realização do seminário decorre da necessidade premente de pluralizar os olhares, de verificar a existência de variada gama de personagens e projetos e de descentrar a narrativa sobre a Independência foi percebida por alguns historiadores nas últimas décadas, no entanto, ainda prevalece uma forte tendência de silenciamento (e mesmo de esquecimento) dos projetos de emancipação que não chegaram a triunfar (ou que triunfaram de forma efêmera ou parcial). Intensificar as discussões a esse respeito se apresenta como uma ação da mais alta relevância para compreendermos a formação de nossa sociedade, uma vez que se trata de debate que toca diretamente em questões cruciais para o nosso tempo, como por exemplo, as questões das desigualdades sociais e regionais.

O público-alvo deste seminário são os docentes de história das redes públicas e privada, graduandos e pós-graduandos dos cursos de História e áreas afins, pesquisadores de instituições dedicadas aos estudos históricos e a todo público interessado no tema.

As atividades serão realizadas presencialmente nas instalações do Cais do Sertão (Bairro do Recife) e terão transmissão ao vivo pelo Youtube. Serão concedidos certificados para os ouvintes. As inscrições são gratuitas e as vagas são limitadas. Informações pelo e-mail tantasindependencias@gmail.com .

O seminário é uma ação da COMISSÃO ESTADUAL PARA AS COMEMORAÇÕES DO BICENTENÁRIO DA DECLARAÇÃO DA INDEPENDÊNCIA DO BRASIL, coordenada pelo Secretário de Cultura Gilberto Freyre Neto. A direção científica do evento ficou a cargo do Prof. George F. Cabral de Souza, presidente do Instituto Histórico de Olinda e docente do Programa de Pós-Graduação em História da UFPE.

 

0001

0001

0001

0001

Pesquisadores apresentam resultado final do PPSUS

A Fundação de Amparo à Ciência e Tecnologia do Estado de Pernambuco promoveu um seminário para a apresentação dos resultados finais do Programa de Pesquisas para o Sistema Único de Saúde. Ao todo, foram apresentados 29 projetos em dois dias de seminário da Chamada Pública 10/2017 – PPSUS 2017.

PPSUSForam investidos R$ 1.800,ooo (um milhão e oitocentos mil reais) em projetos que buscaram soluções focadas em Pernambuco, mas as ações podem beneficiar outros estados.

A mesa de abertura contou com a participação da secretária executiva de Vigilância em Saúde de PE, Patrícia Carvalho; da analista em Ciência e Tecnologia do CNPq, Suzana Oliveira; e Alessandra Siqueira, do Departamento de Ciência e Tecnologia do Ministério da Saúde.

Programação Bancas – Seminário Final PPSUS 2017 com nomes de avaliadores SES

PPSUS2 PPSUS

 

Documentário conta história de 30 anos da Facepe

Já está no ar a primeira parte da série documental Facepe: um sonho coletivo. O projeto conta com direção, pesquisa e roteiro da socióloga  Andreia Santos. O episódio inicial intitulado “O nascimento da Facepe” foi apresentado ao público na tarde desta quarta-feira (15), durante live no canal oficial da UFPE no Youtube. Clique aqui para assistir

Com base nos depoimentos de destacados cientistas de instituições de Pernambuco, a primeira parte do documentário aborda a criação da primeira agência pública estadual de fomento à pesquisa no Nordeste do Brasil, a Fundação de Amparo à Ciência e Tecnologia do Estado de Pernambuco (Facepe), em 1989. A combinação de desejos e ações de pesquisadoras(es) pelo fim da ditadura civil-militar (1964-1985) e o sonho de se ter uma agência de fomento local capaz de investir na pesquisa científica e tecnológica fizeram parte do contexto de surgimento da Facepe.

“Isso se apresentou na campanha eleitoral para o governo de Pernambuco, em 1986, e depois na gestão realizada por Miguel Arraes à frente do estado, 1987-90. Tal período mostrou a integração entre os campos científico e político estadual, que se concretizou no nascimento da Facepe”, diz um trecho da sinopse.

SECTI e FACEPE promovem o Seminário de Integração e Avaliação Final do Programa de Extensão Tecnológica (PET)

CHAMADA - SEMINÁRIO PET

⏩ O Programa de Extensão Tecnológica (PET), que integra o Forma.AI, maior política pública de formação de pessoas nas habilidades de futuro de Pernambuco, realiza, no próximo dia 21 de dezembro, seu Seminário de Integração e Avaliação Final.

⏰ Das 09h às 16h30, estarão abertas duas salas virtuais, por meio da plataforma Google Meet, para que alunos beneficiados, professores integradores e empresas parceiras participem do processo de integração e avaliação.

???? Cada sessão temática contará com a participação de quatro projetos do PET, de forma a garantir uma maior integração e fluidez do seminário final.

???? Os links serão encaminhados no grupo do WhatsApp dos professores integradores.

???? Para saber qual a sua sala, sessão e horário de participação, acesse o site da Fundação de Amparo à Ciência e Tecnologia do Estado de Pernambuco (Facepe): www.facepe.br

▶️ A partir das 16h30, iniciaremos a Plenária, com transmissão Ao Vivo no YouTube da Secretaria de Ciência, Tecnologia e Inovação, através do link: bit.ly/youtubesecti

???? Confira a programação e garanta sua participação neste processo transparente e estruturador de melhorias contínuas no programa.

 

Lançado Nº7 da Revista Inovação e Desenvolvimento

Apesar das dificuldades impostas pelo cenário nacional e internacional no que se refere à Pesquisa e Desenvolvimento, a Fundação de Amparo à Ciência e Tecnologia de Pernambuco (Facepe) tem somado esforços que são um contraponto a esta complexa realidade. Somente este ano, foram lançados 30 editais que representam um orçamento de R$ 78 milhões, um novo recorde em investimentos. Foram contemplados projetos que abordam da pobreza a tecnologia de ponta com recursos que foram liberados sob a forma de subvenção econômica à infraestrutura laboratorial.

Além dos esforços emergenciais de combate à pandemia, outras áreas tiveram projetos respaldados pela Facepe. A nossa Diretoria Científica aprovou mais de 150 projetos, 3.800 bolsas, o que corresponde a quase R$ 70 milhões. Já a nossa Diretoria de Inovação e Internacionalização aprovou quase R$ 8 milhões entre projetos e bolsas. Recursos aplicados em iniciativas colocadas em prática em todas as regiões de Pernambuco: do Litoral ao Sertão. A Facepe é hoje a grande executora dos programas da Secretaria Estadual de Ciência, Tecnologia e Inovação de Pernambuco entre eles o Forma.AI, Lócus da Inovação e Pró-Startups. Essa sinergia com a Secti é, em grande medida, fruto de esforços contínuos que vêm se acelerando nos últimos anos com um olhar especial para as outras regiões de Pernambuco. Por isso, a nossa Edição de Número 7 aborda ações de inovação no Interior do Estado. São iniciativas que provam que a produção de conhecimento, melhorias, aperfeiçoamentos e lançamentos de novos produtos e serviços são a Inovação propriamente dita.

O papel das universidades públicas na criação de ecossistemas de startups e em programas de iniciação ao empreendedorismo são destaques de entrevistas feitas com gestores da UFPE e UFRPE. Além da academia, o incentivo a participação das empresas privadas nos editais e chamadas públicas da Facepe também são um ponto importante nas políticas públicas voltadas para o fomento à Inovação. Nos artigos enviados, nossos colaboradores abordam as perspectivas da pesquisa científica no Brasil, o fortalecimento dos territórios inovadores no interior de Pernambuco e a descentralização da geração de oportunidades.

Já na seção A Ciência de Pernambuco falando para o Mundo, vamos relembrar a trajetória do cientista poliglota e um dos pioneiros na área da Química no estado: Oswaldo Gonçalves de Lima. Para a Revista Inovação e Desenvolvimento, celebrar dois anos de existência justamente neste mês de dezembro, contando um pouco da história desse notório acadêmico e, na mesma edição, tratando de temas urgentes e necessários a nossa época são motivo de esperança em tempos melhores. Boa leitura! Clique a Revista da Facepe — Inovação e Desenvolvimento (7a edição).

Revista da Facepe - Inovação e Desenvolvimento (7a edição)-1_page-0001

FACEPE: um sonho coletivo – Parte I será exibido às 15h do dia 15 de dezembro pelo YouTube

WhatsApp Image 2021-12-09 at 09.32.45

A série documental “ FACEPE: UM SONHO COLETIVO ” – parte I -  O nascimento da FACEPE, sob a direção da pesquisadora socióloga Andreia Santos, será lançada no dia 15 de dezembro/2021 às 15h e será exibida on line (http://www.youtube.com/ufpeoficial).

Sinopse :

Com base nos depoimentos de destacados cientistas de instituições acadêmicas de Pernambuco, a Parte I do documentário aborda a criação da primeira agência pública estadual de fomento à pesquisa no Nordeste do Brasil, a Fundação de Amparo à Ciência e Tecnologia do Estado de Pernambuco (FACEPE), em 1989.

Encontra as raízes de seu surgimento na combinação de desejos e ações de pesquisadoras(es) pelo fim da ditadura civil-militar (1964-1985) e o sonho de se ter uma agência de fomento local capaz de investir na pesquisa científica e tecnológica. Isso se apresentou na campanha eleitoral para o governo de Pernambuco, em 1986, e, depois, na gestão realizada por Miguel Arraes à frente do estado, 1987-90. Tal período mostrou a integração entre os campos científico e político estadual, que se concretizou no nascimento da FACEPE.

Pode ser uma imagem de 4 pessoas, pessoas em pé e texto que diz "FACEPE UM SONHO COLETIVO uma série documental de Andreia Santos Estreia da "Partel" "Parte no dia 15 de dezembro de 2021 às 15h மαΕΣ Transmissão issão ao VIVO no canal UFPE Oficial exibição e debate com Andreia Santos Pesquisadora Facepe/UFPE Facepe George Cabral Debatedor Depto de História Túlio Velho Barreto Debatedor Pesquisador Cristiano Ramalho Mediador NUHUMAR PPGS"

 

Entrega do Prêmio Naíde Teodósio 2021 marcada pela emoção

Nesta terça-feira (30) aconteceu a cerimônia de entrega da 12ª Edição do Prêmio Naíde Teodósio de Estudos de Gênero, no auditório do Museu Cais do Sertão. O evento foi aberto pela cantora Isaar França que cantou com a plateia a música feita para a campanha dos 16 dias de ativismo pelo fim da violência contra a Mulher: “Deixa ela em paz Meu Irmão”.

WhatsApp Image 2021-12-01 at 08.42.21 (1)O Governador Paulo Câmara e a secretária Estadual da Mulher, Ana Elisa Sobreira, entregaram as premiações aos vencedores e vencedoras do prêmio criado para estimular e fortalecer a produção crítica de conhecimento sobre as relações de gênero, contribuindo para a promoção dos direitos das mulheres em sua diversidade. Na ocasião, a Fundação de Amparo à Ciência e Tecnologia de Pernambuco (Facepe) foi representada pela diretora de Gestão Administrativa e Financeira, Ana Rosa de Andrade Lima.

Durante o evento, a representante das professoras e professores, Jussara Araújo, disse que “a discussão de gênero é algo construtivo. A gente reafirma, luta e defende uma escola plural, diversa e inclusiva que ao abrir os portões recebem pessoas LGBTQIA+, a diversidade religiosa, pessoas de terreiro, pensamentos políticos diversos e orientações sexuais que não são só a sua. Enquanto a gente não perceber que a escola para ser inclusiva tem que acolher todas e todos, a gente não está fazendo EDUCAÇÃOWhatsApp Image 2021-12-01 at 08.42.21”.

“Não tem outra forma de mudar o mundo se não for pela EDUCAÇÃO. Não tem polícia no mundo que mude a sociedade. Quem desconstrói tudo que está errado e constrói o mundo que a gente quer é a EDUCAÇÃO”, completou a delegada deputada, Gleide Ângelo.
Premiação: Foram 45 premiados – instituições de ensino, estudantes, professores e pós-graduados.
Nosso muito obrigada a todas e todos que participaram do prêmio. Agradecemos a presença de Ana Luiza Câmara; das secretárias Ana Selva (Executiva de Desenvolvimento da Educação); da secretária da Mulher do Recife, Glauce Medeiros;  dos presidentes da Cepe, Ricardo Leitão, e da Fundarpe, Marcelo Canuto; Bianor Teodósio, neto da médica e pesquisadora Naíde Teodósio; e as deputadas estaduais Gleide Ângelo e Laura Gom