FACEPE divulga o Resultado Final do Edital 27/2017 Water JPI 2017

waterA FACEPE divulga o resultado final do Edital 27/2017 Water JPI 2017. Esta Chamada Transnacional Conjunta Water JPI 2017 buscou apoiar projetos colaborativos e
transnacionais de pesquisa, desenvolvimento e inovação, que abordassem questões relacionadas aos desafios da água a serem enfrentados pela sociedade, visando o
gerenciamento de recursos hídricos em apoio aos Objetivos do Desenvolvimento Sustentável das Nações Unidas.

Uma proposta foi aprovada para este edital no valor total de R$ 99.550,00 (noventa e nove mil quinhentos e cinquenta reais) para a FACEPE. A previsão é de que os projetos tenham início em fevereiro de 2019.

Acesse aqui o resultado final.

FACEPE foi aprovada no programa Centelha da FINEP

finep

A FACEPE teve seu Programa Centelha Pernambuco aprovada pela FINEP. Em 2019 (sem previsão de mês) será lançado um edital para “busca de ideias” para empreendedores e inovadores pernambucanos.

O Programa Nacional de Apoio à Geração de Empreendimentos Inovadores visa a:

  • Estimular a criação de empreendimentos inovadores, a partir da geração de novas ideias;
  • Disseminar a cultura do empreendedorismo inovador em todo território nacional, incentivando a mobilização e a articulação institucional dos atores nos ecossistemas locais, estaduais e regionais de inovação do país;
  • Contribuir para ampliação da quantidade e melhoria da qualidade das propostas de empreendimentos de base tecnológica submetidas aos ambientes promotores de inovação existentes no País (incubadoras e aceleradoras de empresas, espaços de coworking, laboratórios abertos de prototipagem, parques e polos tecnológicos etc.).

Acesse aqui o Resultado CENTELHA.

Há 3 pernambucanos entre os vencedores do Prêmio Capes de Tese 2018

Premio Capes Tese 2018

Dentre os vencedores do Prêmio Capes de Tese de 2018 estão três da Universidade Federal de Pernambuco – UFPE. Três doutoras, cada uma em uma área de avaliação da Capes, uma delas ex-bolsista da FACEPE (Suélen Matozo Franco – ex-bolsista de mestrado e doutorado – de 2011 a 2017):

Área de Atuação Autor Título da Tese Programa IES Orientador
Administração Pública e de Empresas, Ciências Contábeis e Turismo Suélen Matozo Franco No reinado de Momo, quem governa Olinda? Governo, corpos e tecnologias políticas na organização do Carnaval em Olinda Administração UFPE André Luiz Maranhão de Souza Leão
Nutrição Jossana Pereira de Sousa Eficácia de óleos essenciais na mentha.spp. No controle de bactérias patogênicas em sucos de frutas Nutrição UFPE Evandro Leite de Souza
Serviço Social Veronica Maria Ferreira Apropriação do tempo de trabalho das mulheres nas políticas de saúde e reprodução social: uma análise de suas tendências Serviço Social UFPE Ana Elizabete Fiuza Simões da Mota

A lista com o nome dos do vencedores Prêmio Capes de Tese 2018 foi divulgada em princípio de outubro  e o resultado se refere as melhores teses de doutorado defendidas em 2017.

Prêmio CAPES de Tese 2018
Criado em 2005, o Prêmio CAPES de Tese é oferecido anualmente às melhores teses de doutorado de cada uma das 49 áreas do conhecimento.

Os critérios de premiação devem considerar a originalidade do trabalho, sua relevância para o desenvolvimento científico, tecnológico, cultural, social e de inovação, além da valorização dada pelo sistema educacional ao candidato.

Duas teses, em cada uma das áreas, também poderão ser agraciadas com a Menção Honrosa. São concedidos, ainda, prêmios especiais para áreas pré-determinadas, em parceria com a Fundação Carlos Chagas e a Comissão Fulbright.

Por fim, há a entrega do Grande Prêmio CAPES de Tese, concedido em parceria com a Fundação Conrado Wessel, à tese de maior destaque de cada área da Ciência (científica, saúde e humanas).

(Brasília – Redação CCS/CAPES)

 

FACEPE divulga resultado do Edital 11/2018 – Sistema Estadual de Ciência, Tecnologia e Inovação – SECTI – PE

SECTI EditalA Fundação de Amparo à Ciência e Tecnologia do Estado de Pernambuco (FACEPE), torna público o resultado do Edital FACEPE 11/2018 – Sistema Estadual de Ciência, Tecnologia e Inovação – SECTI – PE.

Foram aprovadas 29 propostas para apoiar projetos de pesquisa e inovação propostos por grupos de pesquisa de instituições públicas de ensino e /ou pesquisa do Governo do Estado de Pernambuco, totalizando R$ 4,95 milhões.

Confira o resultado aqui.

 

A UFPE está entre as 20 universidades brasileiras que estão listadas entre as melhores do mundo

faculdadesVinte universidades brasileiras, todas elas públicas, estão na mais recente lista divulgada pelo Center for World University Rankings (CWUR) com as mil melhores instituições de ensino superior do mundo. Das 20, 19 melhoram seus resultados, na comparação com a última edição.

Para ranquear as universidades, são levados em conta sete aspectos:

1. qualidade de ensino (15% da nota): medida pelo número de ex-alunos que que ganharam prêmios internacionais, medalhas, proporcionalmente ao tamanho do corpo discente.
2. Empregabilidade dos ex-alunos (15%) medida pelo número de ex-alunos que chegaram ao posto de CEOs das maiores empresas do mundo, proporcionalmente ao tamanho do corpo discente.
3. Qualidade do corpo discente (15%): medida pela quantidade de professor que ganharam prêmios internacionais, medalhas, proporcionalmente ao tamanho do corpo docente.
4. Número de pesquisas divulgadas (15% da nota): relativo ao total de pesquisas divulgadas pela universidade.
5. Qualidade das publicações (15% da nota): medida em número de pesquisas publicadas na mídia especializada.
6. Influência (15% da nota): medida pelo número de pesquisas que aparecem em veículos de grande influência
7.Citações (10% da nota): medida pelo número de vezes que as pesquisas da universidade são citadas como embasamento de artigos e trabalhos.

A melhor pontuação entre as brasileiras é da USP, que é a 77ª melhor universidade do mundo, segundo CWUR. Na lista global, Harvard ficou em primeiro lugar, Stanford em segundo e o Massachusetts Institute of Technology  (MIT) em terceiro, exatamente as mesmas posições do ano passado.

A seguir, confira a lista completa de universidades brasileiras no ranking:

Posição no ranking nacional Instituição de ensino Posição no ranking mundial Pontuação
1 Universidade de São Paulo 77 82,6
2 Universidade Federal do Rio de Janeiro 298 76,4
3 Universidade Estadual de Campinas (Unicamp) 360 75,5
4 Universidade Estadual Julio de Mesquita Filho (Unesp) 372 75,3
5 Universidade Federal do Rio Grande do Sul 398 75
6 Universidade Federal de Minas Gerais 406 74,9
7 Universidade Federal de São Paulo (Unifesp) 442 74,4
8 Universidade Estadual do Rio de Janeiro (Uerj) 659 72,2
9 Universidade Federal de Santa Catarina 694 71,9
10 Universidade Federal do Paraná 709 71,8
11 Universidade de Brasília (UnB) 737 71,6
12 Universidade Federal de Viçosa 739 71,6
13 Universidade Federal do Ceará 814 71
14 Universidade Federal de Pernambuco 840 70,8
15 Universidade Federal de São Carlos 847 70,8
16 Universidade Federal de Pelotas 886 70,5
17 Universidade Federal Fluminense 889 70,5
18 Universidade Federal de Goiás 892 70,5
19 Universidade Federal de Santa Maria 927 70,2
20 Universidade Federal da Bahia 985 69,9

Fonte: Revista Exame

Laboratório de Pesquisa Translacional do IMIP (apoiado pela FACEPE) contribui com os avanços para a descoberta da cura do câncer

Descobertas científicas e evolução dos tratamentos tendem a elevar as chances de cura da doença e os pacientes que não conseguirem ser curados poderão viver por mais tempo, com mais qualidade de vida, são alguns resultados de várias pesquisas realizadas divulgadas pela Revista AlgoMais Saúde em sua edição de Novembro/2018:

cancer1cancer2cancer3O Laboratório de Pesquisa Translacional do IMIP é um projeto apoiado pela FACEPE em seu edital 22/2014 Apoio à Disponibilização para a Pesquisa de Laboratórios Multiusuários e de Acervos de Interesse Científico e é coordenado pela Profa. Leuridan Cavalcante Torres.

Fonte: http://revista.algomais.com/bem-estar/algomais-saude

FACEPE divulga seu Relatório dos Indicadores de Resultados

Indicadores FACEPE

A FACEPE acaba de disponibilizar seu Relatório dos Indicadores de Resultados, dados apurados de seus principais programas até o ano de 2017.

Os indicadores propostos buscam medir os resultados a partir dos objetivos estratégicos de resultados e o desdobramento das suas iniciativas estratégicas. Além destes indicadores, para complementar a análise serão apresentadas informações sobre os egressos. O detalhamento dos indicadores está anexo a este documento.

OBJETIVO ESTRATÉGICO

INICIATIVA ESTRATÉGICA

INDICADOR

Ampliar o apoio a estudos e pesquisas em CT&I com foco em temas prioritários para o estado

Apoiar editais transversais e por área de conhecimento de projetos de pesquisa científica

Valor investido por área de conhecimento

N° de editais lançados por ano

Aumentar a oferta de editais temáticos em apoio às secretarias estaduais

N° de editais temáticos em apoio às Instituições do Estado

Apoiar à formação de capital humano de alto nível

Apoiar as atividades de pesquisa e formação de recursos humanos através de auxílios

% dos Recursos Estaduais Investidos em Auxílios e Bolsas

Apoiar projetos de iniciação científica e extensão para alunos de graduação

Índice de conclusão de BIA

Índice de atendimento de bolsa BIC

Índice de conclusão de BIC

Apoiar a formação de mestres e doutores

Índice de atendimento das bolsas de mestrado

Índice de conclusão de bolsa de mestrado

Índice de atendimento das bolsas de doutorado

Índice de conclusão de bolsa de doutorado

Melhorar os programas de apoio à atração e fixação de pesquisadores

Evolução do número de bolsas de fixação em PE

Aumentar o atendimento à demanda das empresas por estudos e pesquisas geradores de inovação

Estimular o programa de apoio a parcerias entre empresas e ICTS para inovação tecnológica e formação qualificada – PITEC

Índice de atendimento do PITEC

Promover o Programa Pesquisador na Empresa de Pernambuco – PEPE

Índice de atendimento do PEPE

Aprimorar a subvenção econômica à inovação

Índice de atendimento dos programas de subvenção econômica

Aumentar as ações de cooperação internacional e interiorização

Estimular a cooperação internacional

N° de editais internacionais lançados

Índice de atendimento a demanda da cooperação internacional

Promover a interiorização dos programas da FACEPE

Índice de Interiorização

Acesse o Relatório completo.

Edital PBPG 2019.1 foi lançado, serão 300 bolsas de mestrado e 160 de doutorado para os ingressantes nos cursos no 1º semestre de 2019

PBPG NEW2A FACEPE lança o edital 21/2018 do Programa de Bolsas de Pós-Graduação (PBPG) que distribuirá 300 (trezentas) bolsas de mestrado e 160 (cento e sessenta) de doutorado para estudantes ingressantes exclusivamente no 1º semestre de 2019.

O Programa de Concessão de Bolsas de Pós-Graduação da FACEPE objetiva ampliar a oferta de bolsas de pós-graduação stricto sensu (mestrado acadêmico e doutorado) para o atendimento à formação de recursos humanos qualificados, com ênfase em áreas de interesse estratégico para o desenvolvimento do estado, bem como na consolidação de cursos novos e na interiorização das atividades de pesquisa.

O encaminhamento (apenas eletrônico) das propostas deverá ser realizado pelos coordenadores dos PPGs até 11/01/2019.

Acesse aqui o edital e também a oferta de complementação de bolsas por terceiros.

Líderes brasileiros em contato com ambientes de tecnologia e inovação

MEI2018O Programa de Imersões da MEI garante aos atores do ambiente de inovação brasileiro oportunidades exclusivas de acesso ao que há de mais avançado em tecnologia, infraestrutura, modelos de negócio e gestão, e talentos para pesquisa, desenvolvimento e inovação.

As missões lideradas pela CNI têm colhido resultados importantes em termos de projetos concebidos a partir do esforço de aproximação da indústria brasileira com o que há de mais avançado no mercado.

O programa garante aos atores do ambiente de inovação brasileiro oportunidades exclusivas de acesso ao que há de mais avançado em tecnologia, infraestrutura, modelos de negócio e gestão, e talentos para pesquisa, desenvolvimento e inovação.

As seis edições já realizadas, desde 2016, tiveram índice de aprovação de mais de 95% dos participantes, que afirmaram ter suas expectativas amplamente superadas”, destaca a diretora de Inovação da CNI, Gianna Sagazio. As imersões são voltadas para empresários, representantes do governo e da academia, com a finalidade de aproximar a indústria brasileira às tecnologias mais avançadas dentro e fora do nosso país.

As imersões são divididas em duas fases:

Alinhamento conceitual

Realização de palestras, debates e estudos de caso conduzidos por profissionais reconhecidos, como lideranças empresariais, de grandes universidades, consultorias de atuação global, centros de PD&I de referência, think-tanks e oficiais de governo.

Visitas técnicas
Visitas técnicas a centros de PD&I de referência, sempre iniciadas com reuniões com os escritórios de cooperação com a indústria. As empresas são informadas sobre como colaborar com as instituições visitadas e conhecem infraestruturas e equipes disponíveis para cooperação.

Inscreva-se

Acesse os links abaixo e preencha o formulário desejado. Em seguida, a equipe de organização entrará em contato por telefone e por e-mail. A vaga só é garantida mediante a confirmação da equipe organizadora e pagamento do boleto. 

O valor da inscrição das imersões internacionais é de R$ 13.237,00 (não incluídas despesas com passagens aéreas e hospedagem).

Não há taxa de inscrição para as imersões no Brasil. Cabe ao participante arcar com suas despesas de viagem.

Brasil

Contato

Para saber mais sobre as próximas imersões, entre em contato com a nossa equipe:

Cândida Oliveira
Coordenadora do Programa de Imersões em Ecossistemas de Inovação
61 3317-9333
candida.oliveira@ielcni.com.br

Rafael Monaco
Especialista em Desenvolvimento Industrial
61 3317-9379
rafael.floriano@ielcni.com.br