Facepe abre três grandes editais de apoio à pesquisa em parceria com o CNPq

A Fundação de Amparo à Ciência e Tecnologia do Estado de Pernambuco (Facepe), em parceria com o Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq), abriu três importantes editais de apoio à pesquisa em quaisquer áreas do conhecimento, destinados a pesquisadores ligados a instituições científicas e tecnológicas sediadas em Pernambuco.
 
Pesquisadores de diversas categorias serão beneficiados: os que realizam os Primeiros Projetos, Núcleos Emergentes e Núcleos de Excelência. Um total de cerca de R$ 18 milhões estão reservados para os três editais, sendo R$ 6 milhões oriundos do orçamento da Facepe e R$ 12 milhões do CNPq. Para todas as três chamadas a data limite para submissão das propostas via internet é 25 de agosto de 2014.
 
O Edital 09/2014 – Programa de Infraestrutura para Jovens Pesquisadores (Programa Primeiros Projetos – PPP/Facepe/CNPq) tem o objetivo apoiar a aquisição, instalação, modernização, ampliação ou recuperação da infraestrutura de pesquisa científica e tecnológica nas instituições de ensino superior e/ou pesquisa do Estado, visando a dar suporte à fixação de jovens pesquisadores e nucleação de novos grupos.

Para este edital poderão apresentar propostas pesquisadores doutores que tenham obtido o título ou adquirido vínculo empregatício com a instituição executora a partir de 2009. Duas faixas foram criadas para classificar os tipos de projetos: “Faixa A”, e “Faixa B”. A primeira classifica prioritariamente os projetos em áreas de ciências experimentais. Esses poderão pleitear recursos entre R$ 20 mil e R$ 60 mil. Os projetos da “Faixa B” são, prioritariamente, aqueles em áreas não-experimentais, e que poderão solicitar recursos de no máximo R$ 20 mil. Além de recursos de custeio e capital, poderão ser solicitadas bolsas de diversas modalidades.
 
O Edital 08/2014 – Programa de Apoio a Núcleos Emergentes (Pronem/Facepe/CNPq) tem o objetivo de apoiar projetos de pesquisa científica, tecnológica e de inovação propostos por grupos de pesquisa emergentes, formados por pesquisadores com destaque na sua área de conhecimento e com experiência na coordenação de projetos, de modo a permitir a consolidação de linhas de pesquisa prioritárias para Pernambuco e induzir a formação de novos Núcleos de Excelência em pesquisa no Estado.

Para este edital, são incentivados a apresentarem projetos pesquisadores que se apresentem como líderes de Núcleos Emergentes (por definição, grupos de reputação técnico-científica reconhecida regionalmente e posição de destaque em sua área de conhecimento). O pesquisador proponente deverá ser bolsista de Produtividade (PQ ou DT) da categoria II do CNPq, ou equivalente. A exemplo do Edital 09/2014, duas “faixas” classificam os projetos: “A” e “B”. Os inscritos para a “Faixa A” podem pleitear recursos entre R$ 300 mil e R$ 500 mil. Já os inscritos na “Faixa B”, entre R$ 100 mil e R$ 200 mil, além das bolsas da modalidade BCT da Facepe.
 
A terceira chamada pública, o Edital 10/2014 – Programa de Apoio a Núcleos de Excelência (Pronex/Facepe/CNPq), convida pesquisadores líderes de Núcleos de Excelência a apresentarem projetos de pesquisa. Por Núcleos de Excelência entenda-se “grupos organizados de pesquisadores e técnicos de alto nível, em permanente interação, com reconhecida competência e tradição em suas áreas de atuação técnico-científica, capazes de funcionar como fonte geradora e transformadora de conhecimento científico-tecnológico para aplicação em programas e projetos de relevância ao desenvolvimento do País”. Os proponentes desta chamada pública deverão ser bolsistas de Produtividade categoria I do CNPq (PQ ou DT) ou equivalente.
 
Como os outros dois editais, as faixas “A” e “B” classificam os projetos como sendo de ciências experimentais e não-experimentais, respectivamente. Os projetos da “Faixa A” podem solicitar recursos entre R$ 750 mil e R$ 1,5 milhão. Os da “Faixa B”, entre R$ 250 mil e R$ 500 mil. Também poderão ser solicitadas Bolsas de Cooperação Técnica (BCT) da Facepe.
 
Os proponentes dos três editais devem ser vinculados a instituições de Ensino Superior ou Institutos e Centros de Pesquisa e Desenvolvimento de Pernambuco, podendo ambas serem públicas ou privadas sem fins lucrativos. Para o Pronem (Edital 08/2014) e o Pronex (Edital 10/2014) também serão aceitas propostas de núcleos de pesquisa de empresas públicas que executem atividades de pesquisa em Ciência, Tecnologia ou Inovação.
 
Baixe os editais: PPP, Pronem, Pronex
 
Conheça mais sobre o Apoio a Projetos de Pesquisa da Facepe
 
Mais informações pelo e-mail: rubia.oliveira@facepe.br